Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos,
porque a história de nossos políticos
pode causar deficiência moral irreversível.

É a vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida pública.


terça-feira, 31 de março de 2009

O povo pensa com o estômago

***

- Adaptação: www.aindamelhor.com e charge_lula_bilhete_ pré-sal.jpg -

***
Não adiantou fazer encenação. Luís Inácio terá que cortar alguns gastos para enfrentar a crise. Mas não serão cortes que atrapalhem sua vida de nababo falsamente revoltado contra a pobreza e muito menos sua campanha eleitoral .
***
Como disse seu ministro Orlando Silva (Ministro de quê, mesmo, heim?): "O orçamento público é uma expressão das prioridades do governo."
***
Então, vejamos quais são as prioridades do ex-sindicalista : a Bolsa Família será preservada, pois barriga vazia não dá votos. As obras do PAC também serão preservadas, porque faz parte de sua campanha eleitoral.
***
No entanto, a educação e a saúde sofrerão cortes. Mas, mesmo sem atendimento médico e escolas para seus filhos, o povo idiotizado continuará feliz por ter as esmolas governamentais.
***
Povo sem condições de raciocinar não percebe o que acontece além das paredes de sua casa (dos que têm teto para morar). Seu mundo é restrito ao colchão em que dorme e ao estômago. E este é o único motivo da queda da popularidade do presiMente: a crise deve estar chegando às diversas casas de quarto e sala em que dormem oito pessoas.
***
***

4 comentários:

  1. No entanto, o governo fez algo contra o pobre, talvez até sem saber. O aumento (definitivo) do IPI dos cigarros, para compensar a perda (temporária) do IPI dos carros. O vício do fumo é muito maior nas classes baixas, tanto pela maior quantidade de pessoas, como pela própria ignorância dos males do fumo. E não vão parar de fumar, porque custa mais caro. Vão cortar alguma coisa, comida, roupa dos filhos... Esta tunga, o pobre vai sentir muito forte e isto poderá ter um reflexo desagradável para Racista da Silva.

    ResponderExcluir
  2. Jú.
    Em primeiro lugar as pesquisas que davam aprovações em números absurdos para o batráquio eram encomendadas pelos sindicatos dos transportadores, orgão ligado a CUT que é o braço sindical do PT.
    As pesquisas que estão vindo agora são de jornais e orgãos independentes, e essa queda na popularidade é uma prova de que as pesquisas anteriores erm manipuladas. Não que as atuais sejam corretas e totalmente verdadeiras.

    Sobre o povo pensar com o estomago. O povo simplesmente não pensa, se aparecer uma oportunidade de conseguir as coisas sem trabalhar o povo vai atrás dela. O brasileiro é indolente e sem vergonha.
    Veja que com a tal da bolsa família o item que mais foi adiquirido pelos assistidos foi telefone celular.
    O pobre brasileiro vive querendo parecer rico.
    Abçs.

    ResponderExcluir
  3. CHISTE, disse:

    Quando o patrão leva uma paulada o pau e entra, sem dó, no respectivo do pobre.
    Marolinha era pião, virou patrão e agora é vilão.

    ResponderExcluir

Opinião dos leitores