Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos,
porque a história de nossos políticos
pode causar deficiência moral irreversível.

É a vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida pública.


sábado, 3 de março de 2012

NÃO CUTUQUEM ONÇA COM VARA CURTA

De tanto cutucar, a onça acaba acordando
Imagem adaptada


Imperdível



CLUBE NAVAL: SOLICITAÇÃO DE ASSEMBLÉIA GERAL


Prezado Presidente do Clube Naval Vice Almirante Ricardo Antônio da Veiga Cabral

Considerando ser o Clube Naval uma instituição civil, estabelecida em acordo com o Código Civil;

Considerando a tentativa indevida de interferência nos assuntos do Clube Naval por parte de autoridades constituídas do governo Federal, especificamente o Ministro da Defesa e o Comandante da Marinha que determinaram fosse retirado do site do Clube um manifesto de autoria dos Presidentes dos Clubes Naval, Militar e da Aeronáutica;

Considerando as ameaças, veladas ou não, dirigidas ao  Quadro Social do Clube Naval;

Considerando que os Clubes Militares são entidades civis sem fins lucrativos que congregam Oficiais das suas respectivas Forças, que portanto não estão na cadeia de Comando das Forças e muito menos sob a escota do Ministério da Defesa, que não recebem nenhum subsidio que lhes tragam pelo menos um vinculo pecuniário;


Considerando o que estabelece a Constituição Federal em seus artigos:

  • Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:
(...)
V - o pluralismo político
(...)
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, liberdade, igualdade, segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
(...)
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;
(...)
VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;
(...)
IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença
(...)


Art. 220º A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.
(...)
§ 2º - É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística.

Considerando que:

A liberdade de expressão, sobretudo sobre política e questões públicas é o suporte vital de qualquer democracia.

Os governos democráticos não controlam o conteúdo da maior parte dos discursos escritos ou verbais.
Geralmente as democracias têm muitas vozes, exprimindo idéias e opiniões diferentes e até contrárias.

Segundo os teóricos da democracia, um debate livre e aberto geralmente resulta que seja considerada a melhor opção, a que tem mais probabilidades de evitar erros graves.

A democracia depende de uma sociedade civil politicamente organizada, educada e bem informada, cujo acesso à informação lhe permite participar tão plenamente quanto possível na vida pública e criticar funcionários do governo ou políticas insensatas e tirânicas.
A democracia depende do acesso mais amplo possível a idéias, dados e opiniões não sujeitos a censura, o que todos os cidadãos e seus representantes eleitos deveriam reconhecer.

A liberdade de expressão é um direito fundamental e está consagrado na Constituição Federal. Funciona como um  termômetro do Estado Democrático. Sem ela descambamos para a ditadura, a tirania, o terrorismo do Estado.

A divergência de idéias e o direito de expressar opiniões não podem ser restringidos para que a verdadeira democracia possa ser vivenciada.

Estamos caminhando celeremente para derrocada do que resta de democracia no Brasil.

Considerando que as sanções disciplinares aos \oficiais de Marinha são as capituladas no Regulamento Disciplinar da Marinha, RDM, para as de nível de Contravenções e no Código Penal Militar, CPM, para as de nível Criminal; os Presidentes não cometeram nenhum ilícito que contrariasse o Estatuto dos Militares, e, nem incidiram em Contravenções e em Crime Militar;

Considerando que a Lei nº 7524/86, dispõe sobre manifestação por Militar Inativo, de pensamento e opinião político ou filosófico, e que o Ministro da Defesa e o Comandante da Marinha ignorem essa Lei, o que os levou a se manifestarem ao seu arrepio;

Considerando que cabe ao Presidente do Clube Naval zelar pelos Interesses Difusos dos Associados, de acordo com o Art. 8 do Estatuto;


 Considerando que o Presidente do Clube Naval é eleito e só presta contas dos seus atos de Presidente ao Corpo Social em AGE ou AGO;

CONCLUIMOS que é lamentável que o Ministro da Defesa e o Comandante da Marinha tentem interferir nos assuntos do Clube, desautorizar seu Presidente e determinar que seus atos  sejam revistos e anulados.

Assim, os sócios abaixo assinados solicitam, em consonância com o que rege o Estatuto do Clube Naval em seus Art. 66 inciso XI e 96 inciso III e, que, devido à gravidade dos fatos e urgência em se tomar posição em face às circunstâncias, seja considerada a dispensa dos prazos previstos para convocação de uma AGE, seja instaurada imediatamente uma Assembléia Geral Extraordinária com a seguinte pauta:

Manifestar o espanto e o desagrado pelo desconhecimento e descumprimento, pelos Ministro da Defesa e Comandante da Marinha, do estatuído na Lei 7524/86, que autoriza os Militares Inativos se expressarem politicamente;

 Manifestar em resolução de que o Corpo Social apóia e reitera os termos do Manifesto Compromissos prolatado em 16 de fevereiro de 2012;

Afirmar aos Presidentes dos Clubes Naval, Militar e da Aeronáutica que o Corpo Social considera o Manifesto como uma demonstração de Coragem Cívica, ficando convicto de que os Direitos e Interesses Difusos dos Sócios estão devidamente enfocados e defendidos;

Inserir no calendário de eventos do Clube Naval de um Culto Ecumênico, na data de 28 de março de cada ano em memória das vítimas dos atos de terrorismo ocorridos nas décadas de 1960 e 1970;

Que seja colocada em local de destaque na entrada do Clube Naval a placa que relaciona as vítimas dos atos de terrorismo ocorridos nas décadas de 1960 e 1970;

Inserir no calendário de eventos do Clube Naval de um Culto Ecumênico, na data de 25 de novembro de cada ano, em memória das vítimas da Intentona Comunista de 1935;e

Assuntos Gerais

Rio de Janeiro, RJ, em 29 de fevereiro de 2012



“Ser militar” significa entregar-se
ao árduo sacerdócio de guardião da Pátria,
sem aspirar outra recompensa
a não ser vê-la
livre, soberana e digna, perante o conceito universal.

FIFA, apresento-lhes o Brasil,, ...

... ou melhor, a irresponsabilidade de nossos governantes.


De acordo com notícia que saiu no jornal de hoje, a FIFA "teria dado um pontapé no traseiro do Brasil".  O secretário-geral da FIFA, indignado com a morosidade em preparar o país para a Copa, disse  que nosso país merece um pontapé no traseiro  para fazer o que deveria ser feito.  Pequeno trecho no final.


Governantes deveriam representar o país no exterior, caso tivessem índole decente e fizessem um trabalho digno.  Mas, quando servem apenas para se locupletar e nos envergonhar lá fora, o ideal seria que representassem a si próprios. 

Que o mundo não confunda "barafunda com pé na bunda" e saiba que a morosidade, o desleixo, a desonestidade não são características do Brasil e dos brasileiros, que são vistos na Europa com desconfiança.  A mesma Europa que babava (ou fingia  que babava) ao ouvir as mentiras do ex-presidente.


O que não presta  são  governantes incapazes e desleixados, que insistem em passar um péssimo exemplo à toda a Nação.  Se o brasileiro, acostumado a aceitar e ainda achar bonito tudo o que seus péssimos 'representantes' fazem,  vissem a decência no comando, certamente se sentiriam orgulhosos em fazer o mesmo.   É como diz aquela frase "o exemplo vem de cima".  Aí está o maior problema brasileiro: o povo vê em cima o que, na verdade, está muito abaixo.
  

"Não entendo porque as coisas não avançam. A construção dos estádios não está acontecendo dentro dos prazos. Porque será?" - perguntou Valcke numa coletiva de imprensa em Bagshot, na Inglaterra, no encontro da International Board, organismo que estabelece as regras do futebol. 
"Vocês precisam de um impulso, é preciso dar um pontapé na bunda e organizar esta Copa", criticou o dirigente, que também acusou os brasileiros de estarem mais preocupados em ganhar a competição do que em organizá-la.



Apresento-lhes, FIFA, o entrave nacional do Brasil: a imoralidade de terno e gravata, disfarçada em parlamentar.  A vergonha que nos causam os políticos que vocês recebem com palmas, enquanto olham os turistas brasileiros com desconfiança.

Aproveitando para 'tirar a dúvida' de Valcke:  
  • "as coisas não avançam e a construção dos estádios não acontece  dentro dos prazos"  porque aqui tudo é feito de forma a se aproveitarem ilicitamente e o dinheiro reservado para o que deveria ser feito é desviado para o bolsos de uns e propinas para outros.  Falta de responsabilidade e de compromisso é o exemplo que tem o povo brasileiro.

  • também acusou os brasileiros de estarem mais preocupados em ganhar a competição do que em organizá-la.  Quanto a esta crítica, Valcke tem toda razão.  Brasileiro só tem interesse por samba, c mulher e carnaval. É justamente para isso que encaminham  um povo ao qual, muito oportunamente, não oferecem instrução.   Se fosse diferente, há muito tempo nossos políticos seriam obrigados a trabalhar para se sustentar, ao invés de viver dependurados nas nossas costas.

O vídeo indicado no comentário abaixo é a verdadeira imagem do nosso povo, principalmente depois de ter na Presidência da República um ex-grevista que disse, numa entrevista:  " Quando uma lei é injusta e o povo acha que e injusta, o povo deve passar por cima da lei para provar que ela é injusta".  Depois de ter um incentivador do caos na presidência por tanto tempo, não se pode esperar mais nada de um povo.  Não se deve criticar os brasileiros, mas quem os incentiva a ser como são.
 
 
 

sexta-feira, 2 de março de 2012

UM DIA A CASA CAI




Todas as reportagens estão no UOL de hoje


Serra apoia Dilma contra Aécio, diz Kassab ao PT - O presidente nacional do PT, Rui Falcão, revelou nesta quinta-feira (1) uma conversa constrangedora para o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD). O diálogo, segundo o petista, ocorreu no primeiro semestre de 2011, quando Kassab ainda não tinha escolhido apoiar o rival do PT, José Serra (PSDB), na eleição municipal de 2012.
a
Há vários vídeos no UOL sobre o assunto. Só que, desta vez, caso a notícia seja verdadeira e seja qual for o argumento apresentado, a casa que cai é a nossa . SERIA MAIS UM BOM MOTIVO PARA LUTAR EM BLOCO PELA ANULAÇÃO DOS VOTOS DA MAIOR PARTE POSSÍVEL DE ELEITORES. Seria o mesmo que ver o Papa sentado na mesa de um bar tomando goró com Fernandinho Beira Mar.

TSE multa por propaganda eleitoral antecipada o PT, Dilma e L.I. (atualmente em processo de stand by) - O Partido dos Trabalhadores (PT), o ex-presidente L.I. e a presidenta Dilma Roussef serão multados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por propaganda eleitoral antecipada, em 2010.
áA decisão serve apenas como exemplo (?) ou  para arrecadar mais, por não impedir que L.I. tenha transformado em presidente da República a desconhecida  de sua escolha.

Talvez tenha sido até melhor que seu partido continue na presidência, do contrário estariam acusando o atual governante como responsável pelo estrago que eles mesmos fizeram. E todos acreditariam!

 

TSE decide barrar nas eleições desse ano candidatos com contas rejeitadas

Em uma drástica mudança em relação a julgamentos anteriores, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu nesta quinta-feira (1º) impedir que candidatos com contas rejeitadas disputem as eleições a partir deste ano. Por 4 votos a 3, a corte definiu que não concederá registro aos postulantes a cargos públicos que tiveram as contas rejeitadas até hoje.  Segundo a ministra Nancy Andrighi, há atualmente 21 mil candidatos nesta situação.

Agora, em stand by ficaremos nós para ver exatamente se vai dar algum resultado ou será apenas uma tentativa . Ou ...



Dilma viaja para encontrar L.I. em São Paulo
      
A presidente Dilma Rousseff viajou no começo da tarde de ontem (1°) para São Paulo, para um encontro com o ex-presidente, na casa dele, em São Bernardo, no ABC paulista.    A viagem não estava prevista na agenda oficial de Dilma e a Secretaria de Comunicação da Presidência diz não ter mais informações sobre as razões da visita.
Naturalmente, a  assessoria de coisa nenhuma de L.I. diz que ele está se recuperando bem.  Mas já estou preparando um vestidinho preto chiquérrimo para ir ao seu enterrro.  Não por admiração, mas para ter certeza de que nos livramos de tal praga.  Só espero não ter azar de morrer antes, afinal um $írio Libanê$ é capaz de fazer milagre$.

quinta-feira, 1 de março de 2012

Venham cutucar a onça...

... que lhes daremos uma vara bem curtinha.



"A divulgação de que o desgoverno  petista pretende punir os militares que “assinaram o manifesto”  com a possibilidade da prisão de pelo menos um deles é a cartada  final do PT para impor, em definitivo, e absolutamente às  claras, um Regime Ditatorial Fascista no país, fazendo das  Forças Armadas seus submissos lacaios para “manter a ordem petista nas relações sociais”.  Almendra
*
Às vezes é melhor se fingir de morto
do que sair cutucando uma onça
com vara curta. 

*

Sai um manifesto militar apontando o óbvio e a censura do governo PTista parte para cima.  Há uma reação contra a submissão militar.  Além de uma carta exigindo que não se encolham, sai um segundo manifesto "Alerta à Nação - eles que venham - aqui não passarão" e a censura se torna presente mais uma vez, com ameaças. 



Estamos num governo voltado falsamente para uma única classe da sociedade.  Quem pertence à verdadeira classe média está ao abandono desde que o PT se apoderou da União.   A verdadeira classe média, a classe submergente diríamos assim, serve apenas para  pagar os altos impostos exigidos para aumentar o valor que será  desviado ou  pagar as contas de quem acredita ter melhorado de vida.  E paga  em receber nenhum retorno.


 
A hipotética noção de blindagem do governo PTista deixou-os tão alucinados que passaram a se ver mais fortes que os militares, mesmo que os da reserva, junto com grande parte dos brasileiros. 


Talvez ignorar (até porque ignorar é seu lema) mais  uma frase que diz  "Um dia a casa cai", não tenha permitido que se fizessem de mortos e ficassem quietinhos  ao ler as críticas do  primeiro manifesto dos militares.   Mas não, se acharam capazes de  preparar um  verdadeiro coketel molotov. Misturaram a inaceitável censura, com uma espécie de despreso pelos militares,  mais o descontentamento de boa parte da  sociedade.    Uma bomba pronta para explodir a qualquer momento.




Vamos! 
Acreditem-se imbatíveis, 
que lhes daremos uma vara bem curtinha
para cutucar a onça. 
Depois, os veremos serem devorados!




Quem manda ser tão grande?

O atual ministro da Educação fez como aquele cabo da piada.  Na piada (mais ou menos assim) um general, ao ver algo errado,  dá uma bronca no coronel,  que dá uma bronca no tenente, que briga com o major, que dá uma bronca no capitão, que chama a atenção do tenente, ...  Quando chegou sua vez de ser chamado à atenção, depois da bronca sem ter mais ninguém hierarquicamente abaixo, o cabo olha em volta e chuta a cadeira.

Foi, mais ou menos, o que fez o responsável pela área da Educação. Ao ver, outra vez,  os problemas do ENEM  (Exame Nacional do Ensino Médio), Aloísio Mercadante colocou a culpa no tamanho do país.

De certa forma, teria razão, se não tivesse intenção de arranjar desculpas para  a incompetência "pé-de-chinelo"  que se apoderou do país.

Se o Brasil fosse menor e  'eles'  não se aproveitassem  disso para se distanciar  (bendita a criação de Brasília!), seria muito mais fácil a todos nós controlar o que anda acontecendo no  território que transformaram em um imenso "puteiro nacional".

Aguardamos o efeito dominó





Ontem foram condenados dois meliantes :

Waldomiro Diniz - primeiro escândalo do governo PTista de L.I..  Foi condenado a 12 anos.

Carlinhos Cachoeira - bicheiro a quem Waldomiro foi flagrado pedindo propina. A negociação foi flagrada em vídeo em 2004 .


TESTE 1
Se faça de "gente fina" e, de preferência, muito rica.  Levante o seu nariz ao falar com os outros.  Dê a entender que é muito poderoso, mesmo que não seja.   Todos que estão à sua volta se renderão e você terá todos nas mãos.

TESTE 2
Faça uma análise bem detalhada de todos os parlamentares que considera - e se consideram! - altamente poderosos.  Compare-os com as pessoas inteligentes que conhece e com você mesmo.   Vai ver que  unido aos seus amigos  e companheiros, de maneira planejada e com um mesmo objetivo, vocês terão capacidade de destruir todos esses 'poderosos'.  Porém, para isso, é necessário que haja verdadeira união e um número grande de pessoas.

O poder deles está na propina,
na safadeza. 
NÓS TEMOS O PODER DA DECISÃO HONESTA.
VAMOS CONVENCER  O MAIOR NÚMERO POSSÍVEL DE BRASILEIROS A ANULAREM SEUS VOTOS NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES E VEREMOS ESSA GENTALHA SE BORRANDO DE PAVOR.  

 



Mais um site para nos ajudar

O acesso à informação é fundamental para o exercício pleno da democracia. Por isso, o Instituto Millenium criou a “Página da Cidadania”, que reúne sites com dados e serviços importantes para os cidadãos. Ali, você pode acompanhar a aprovação de projetos de leis, os orçamentos governamentais, a arrecadação e aplicação dos impostos e muitos outros temas relacionados à administração pública. Acompanhar e fiscalizar as instituições públicas inibe distorções do sistema democrático, como a corrupção.
 


quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

O Brasil caminhará do jeito que deixarmos



Pelos diversos artigos que andam circulando pela Internet, por sua insistência e aparente desespero com o caos que se instalou no país, já é mais do que hora de fazer alguma coisa.

O artigo e o vídeo nas páginas abaixo,
comprovam que
a força é nossa, basta nos unir. 

***

“ELES QUE VENHAM. POR AQUI NÃO PASSARÃO!”

Novo manifesto de militares da reserva

NÃO ESQUEÇAM QUE APOSENTADO NÃO ESTÁ MORTO

Este é um alerta à Nação brasileira, assinado por homens cuja existência foi marcada por servir à Pátria, tendo como guia o seu juramento de por ela, se preciso for, dar a própria vida. São homens que representam o Exército das gerações passadas e são os responsáveis pelos fundamentos em que se alicerça o Exército do presente.

Em uníssono, reafirmamos a validade do conteúdo do Manifesto publicado no site do Clube Militar, a partir do dia 16 de fevereiro próximo passado, e dele retirado, segundo o publicado em jornais de circulação nacional, por ordem do Ministro da Defesa, a quem não reconhecemos qualquer tipo de autoridade ou legitimidade para fazê-lo.
O Clube Militar é uma associação civil, não subordinada a quem quer que seja, a não ser a sua Diretoria, eleita por seu quadro social, tendo mais de cento e vinte anos de gloriosa existência. Anos de luta, determinação, conquistas, vitórias e de participação efetiva em casos relevantes da História Pátria.

A fundação do Clube, em si, constituiu-se em importante fato histórico, produzindo marcas sensíveis no contexto nacional, ação empreendida por homens determinados, gerada entre os episódios sócio-políticos e militares que marcaram o final do século XIX. Ao longo do tempo, foi partícipe de ocorrências importantes como a Abolição da Escravatura, a Proclamação da República, a questão do petróleo e a Contra-revolução de 1964, apenas para citar alguns.

O Clube Militar não se intimida e continuará atento e vigilante, propugnando comportamento ético para nossos homens públicos, envolvidos em chocantes escândalos em série, defendendo a dignidade dos militares, hoje ferida e constrangida com salários aviltados e cortes orçamentários, estes últimos impedindo que tenhamos Forças Armadas (FFAA) a altura da necessária Segurança Externa e do perfil político-estratégico que o País já ostenta. FFAA que se mostram, em recente pesquisa, como Instituição da mais alta confiabilidade do Povo brasileiro (pesquisa da Escola de Direito da FGV-SP).

O Clube Militar, sem sombra de dúvida, incorpora nossos valores, nossos ideais, e tem como um de seus objetivos defender, sempre, os interesses maiores da Pátria.

Assim, esta foi a finalidade precípua do manifesto supracitado que reconhece na aprovação da “Comissão da Verdade” ato inconseqüente de revanchismo explícito e de afronta à lei da Anistia com o beneplácito, inaceitável, do atual governo.

Assinam, abaixo, os Oficiais Generais por ordem de antiguidade e os Oficiais superiores por ordem de adesão.
OFICIAIS GENERAIS
Gen Gilberto Barbosa de Figueiredo
Gen Amaury Sá Freire de Lima
Gen Cássio Cunha
Gen Ulisses Lisboa Perazzo Lannes
Gen Marco Antonio Tilscher Saraiva
Gen Aricildes de Moraes Motta
Gen Tirteu Frota
Gen César Augusto Nicodemus de Souza
Gen Marco Antonio Felício da Silva
Gen Bda Newton Mousinho de Albuquerque
Gen Paulo César Lima de Siqueira
Gen Manoel Theóphilo Gaspar de Oliveira
Gen Elieser Girão Monteiro
OFICIAIS SUPERIOREST Cel Carlos de Souza Scheliga
Cel Carlos Alberto Brilhante Ustra
Cel Ronaldo Pêcego de Morais Coutinho
Capitão-de-Mar-e-Guerra Joannis Cristino Roidis
Cel Seixas Marques
Cel Pedro Moezia de Lima
Cel Cláudio Miguez
Cel Yvo Salvany
Cel Ernesto Caruso
Cel Juvêncio Saldanha Lemos
Cel Paulo Ricardo Paiva
Cel Raul Borges
Cel Rubens Del Nero
Cel Ronaldo Pimenta Carvalho
Cel Jarbas Guimarães Pontes
Cel Miguel Netto Armando
Cel Florimar Ferreira Coutinho
Cel Av Julio Cesar de Oliveira Medeiros
Cel.Av.Luís Mauro Ferreira Gomes
Cel Carlos Rodolfo Bopp
Cel Nilton Correa Lampert
Cel Horacio de Godoy
Cel Manuel Joaquim de Araujo Goes
Cel Luiz Veríssimo de Castro
Cel Sergio Marinho de Carvalho
Cel Antenor dos Santos Oliveira
Cel Josã de Mattos Medeiros
Cel Mario Monteiro Campos
Cel Armando Binari Wyatt
Cel Antonio Osvaldo Silvano
Cel Alédio P. Fernandes
Cel Francisco Zacarias
Cel Paulo Baciuk
Cel Julio da Cunha Fournier
Cel Arnaldo N. Fleury Curado
Cel Walter de Campos
Cel Silvério Mendes
Cel Luiz Carvalho Silva
Cel Reynaldo De Biasi Silva Rocha
Cel Wadir Abbês
Cel Flavio Bisch Fabres
Cel Flavio Acauan Souto
Cel Luiz Carlos Fortes Bustamante Sá
Cel Plotino Ladeira da Matta
Cel Jacob Cesar Ribas Filho
Cel Murilo Silva de Souza
Cel Gilson Fernandes
Cel José Leopoldino
Cel Evani Lima e Silva
Cel Antonio Medina Filho
Cel José Eymard Bonfim Borges
Cel Dirceu Wolmann Junior
Cel Sérgio Lobo Rodrigues
Cel Jones Amaral
Cel Moacyr Mansur de Carvalho
Cel Waine Canto
Cel Moacyr Guimarães de Oliveira
Cel Flavio Andre Teixeira
Cel Nelson Henrique Bonança de Almeida
Cel Roberto Fonseca
Cel Jose Antonio Barbosa
Cel Cav Ref Jomar Mendonça
Cel Nilo Cardoso Daltro
Cel Carlos Sergio Maia Mondaini
Cel Nilo Cardoso Daltro
Cel Vicente Deo
Cel Av Milton Mauro Mallet Aleixo
Cel José Roberto Marques Frazão
Cel Luiz Solano
Cel Flavio Andre Teixeira
Cel Jorge Luiz Kormann
Cel Aluísio Madruga de Moura e Souza
Cel Aer Edno Marcolino
Cel Paulo Cesar Romero Castelo Branco
Cel CARLOS LEGER SHERMAN PALMER
Capitão-de-Mar-e-GuerraCesar Augusto Santos Azevedo

TCel Osmar José de Barros Ribeiro
T Cel Mayrseu Cople Bahia
TCel José Cláudio de Carvalho Vargas
TCel Aer Jorge Ruiz Gomes.
TCel Aer Paulo Cezar Dockorn
Cap de Fragata Rafael Lopes Matos
Maj Paulo Roberto Dias da Cunha
OFICIAIS SUBALTERNOS2º Ten José Vargas Jiménez

29.02.2012

Todos sabem nadar?



Fácil acusar a covardia, quando é a  dos outros.  Mais fácil ainda  se não paramos para analisar o motivo que levou o outro a agir  tão covardemente, principalmente quando se espera dele o arrojo suficiente para nos defender.

Quando os militares são colocados contra a parede, todos assistem em silêncio, o que vem acontecendo há anos.  Ninguém se atreveria a  defendê-los  após anos de estrago, o que começa a acontecer agora. Mas, na hora de cobrar, as vozes saem como se estivessem num megafone.

O filme "A Onda" - principalmente  a versão original,  que é em preto e branco - ajuda a compreender o vem acontecendo.

É a história de um professor que fala sobre a forma de  levar todos a se unirem e brigarem por determinado objetivo, por pior que ele seja.  Para provar o  que está dizendo, resolve fazer  uma experiência e, aos poucos, vai induzindo, manipulando todos os seus alunos.  Até que o movimento, chamado A ONDA, cresce ao ponto de se tornar quase inadministrável.  Não deixem de ver o filme!

A ditadura militar cometeu erros, sim, como comete qualquer ditadura, inclusive uma ditadura populista.  Mas isso não transformou os militares em nossos inimigos, como vêm sendo apontados há décadas.  Até porque foi a própria sociedade insatisfeita na época que os levou a tomar o poder, embora não por tanto tempo.  Só que ninguém diz isso... pois seria "policitamente incorreto".

Opinião pessoal, com direito
à contestação (não xingamento)


terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

A ONDA no Brasil


Facilmente inverteram os papéis.  Quem se  faz de vítima  se tornou  um vilão. Nem precisou convencer o povo com idéias ou ideologias, o que seria muito trabalhoso. Bastou convencê-los com uma suposta ascensão social.  Quem sempre andou de trem é presa fácil quando vê a possibilidade de comprar carro em 80 prestações. Além disso, vimos o  método da repetição exaustiva.

Enquanto  repetia para uns "sua vida melhorou", "sua vida melhorou", "sua vida melhorou", repetia para outros "eles são maus","eles são maus","eles são maus"...

Quanto mais eram acusados de  vilões e olhados com desprezo, mais se encolhiam. Impossível enfrentar o desdém de toda uma  sociedade manipulada.


Agora, acontece o que aconteceu...
Carta da CONFAMIL
Senhores Presidentes dos Clubes Naval, Militar e da Aeronáutica


Antes de ler a carta,
vejam o vídeo abaixo

A Confederação Nacional da Família Militar – CONFAMIL, que congrega 5,2 milhões de inativos das FFAA em suas entidades que compõem o Sistema CONFAMIL, não poderia ficar alheia aos últimos acontecimentos colocados a público através da mídia, especialmente a escrita, com relação aos desdobramentos consequentes do Manifesto feito por Vossas Senhorias.

É realmente estarrecedora a reação oficial, principalmente partindo daqueles que respondem por cada uma de nossas Forças. O curioso em tudo isso é que não encontramos nenhum suporte jurídico para qualquer tipo de ingerência sobre entidades associativas como é o caso dos clubes e de todas as nossas entidades, e isso foi feito com a maior desfaçatez.

Causou-nos especial estranheza a reação ameaçadora feita abertamente contra o Manifesto, e contra os militares da reserva. Tenho a impressão de que o passado realmente não passou e as mágoas e frustrações serão perenes, façam o que fizerem. O que não devia ser esperado eram as aleivosias daqueles responsáveis pela condução de nossas FFAA; da parte da Comandante Suprema não se poderia esperar outra coisa, pois sempre foi uma estranha no ninho sagrado que acolhe a nós militares; mas do restante da cadeia de direção das Forças é verdadeiramente uma péssima surpresa, pois se não são coniventes, são omissos e até mesmo indiferentes para com a chamada reserva.

Mais uma vez ficou patente o descompromisso dos militares em atividade para com o passado que grande maioria dos inativos vivenciou. Sempre soube que ao vestirmos os nossos uniformes era como se fosse colocado no corpo de cada um, um passado de lutas e glórias que construíram as nossas instituições militares. Parece que esse sentimento ficou relegado ao plano das conveniências, e tudo se passa como se a farda fosse apenas uma simples modalidade de uma vestimenta diferente. Digo todas essas coisas aos senhores para mostrar que a Família Militar não está alheia ao sacrifício que fizeram em insurgir-se contra comportamentos surpreendentemente equivocados, motivado por sentimentos inconfessáveis que trazem a ideia de uma relação com crianças rebeldes que precisam ser advertidas.

 
Senhores Presidentes - Em passado não muito distante, a CONFAMIL propôs a constituição de um colegiado para enfrentar situações como a do presente. Lamentavelmente isso não ocorreu, e os senhores ficaram sós numa atitude de ousadia que, face ao status quo vigente não teria desfecho diferente. Somos entidades associativas, e como tal, isentas de qualquer tipo de ingerência, a não ser que já tenhamos assumido a postura definitiva de uma autocracia, que rasga os textos legais, e nos trazem a convicção de estarmos vivendo uma interminável hipocrisia. É preciso que os nossos dirigentes se lembrem de que o texto constitucional é para ser cumprido por todos, indistintamente, o que significa desqualificar o uso de um reajuste salarial como objeto de barganha; isso é próprio de pelegos.

A CONFAMIL, no uso da sua prerrogativa legal como entidade associativa, repudia, com veemência, todas as ações praticadas contra os clubes militares e particularmente, com os militares da reserva. Os senhores militares da ativa precisam estar conscientes de que, se tiverem sorte e saúde, um dia estarão incorporados a esta reserva que hoje rejeitam como um ser abjeto que só lhe causam transtornos em suas ambições. O tempo será o grande juiz que os julgará pelos atos praticados no presente de suas vidas. Sempre tenho dito e mais uma vez vou repetir: os militares da reserva estão inativos, mas não estão mortos. E enquanto houver um sopro de vida em cada um de nós, estaremos prontos a defender os superiores interesses da democracia do nosso País. Façamos nossas as palavras de Tamandaré:
SUSTENTAR O FOGO
QUE A VITÓRIA É NOSSA. Ad Sumus.
Waldemar da Mouta Campello Filho - Capitão-de-Mar-e-Guerra
Presidente da CONFAMIL - Coordenador do Sistema CONFAMIL



Liberdade discutível

A entrega das armas de joelhos e sem luta - Geraldo Almendra http://www.paralerepensar.com.br/geraldoalmendra.htm


O excelente artigo pode ser lido no blog LIBERTATUM - Pela vida, pela liberdade e pela propriedade  
http://libertatum.blogspot.com/2012/02/entrega-das-armas-de-joelhos-e-sem-luta.html

Inicialmente cheguei a pensar se deveria ou não colocar isso aqui, por não estar autorizada a envolver nomes de outros. Mas não colocar seria uma forma de abaixar a cabeça e acatar a censura. Portanto, nenhum de nós deve calar a boca, pois estamos num país 'democrático'. Que a censura vá se desnudando cada dia mais até ficar provado que vivemos numa ditadura disfarçada.

A seguir o "Manifesto dos Clubes Militares" - Apreciação da Academia Brasileira de Defesa assinada pelo Ten Brig do Ar Ivan Moacyr da Frota (Presidente da ABD).

ACADEMIA BRASILEIRA DE DEFESA
O “MANIFESTO” DOS CLUBES MILITARES
Temos todos que lamentar o triste espetáculo protagonizado pelos mais elevados escalões militares, ativos e inativos, do País no acontecimento do excelente e controvertido manifesto que “teria sido” elaborado e divulgado pelas, historicamente, dignas associações de oficiais das Forças Armadas, posteriormente alegado como apócrifo em inexplicável recuo dos seus atuais presidentes.
Vazado em sensata, oportuna e inquestionável argumentação, o referido documento expõe a respeitável figura da Presidente da República a uma delicada posição de inegável incoerência e de faltas à palavra empenhada, “vis-à-vis” às declarações feitas em época de campanha e no seu discurso de posse.
Consta pela imprensa, que a deplorável mudança de posição dos seus autores teria sido feita sob pressão, ante a ameaça de punição por transgres-sões regulamentares contra superiores hierárquicos.
Talvez não soubessem os envolvidos, Governo e Clubes, que a Lei nº 7.524 de 17/Jul/1986, de maneira cristalina, confere aos militares inativos (reserva ou reformado) o direito de externarem opiniões políticas individuais ou em grupos.
Assim, as ameaças de sanções disciplinares (se as houve) foram abso-lutamente inócuas, ingênuas e, mesmo, ridículas, desprovidas de qualquer respaldo regulamentar, em face do diploma legal que confere aos autores do pronunciamento público, confortável garantia de legalidade.
De qualquer forma, as alegações constantes do documento não significam desrespeito à autoridade presidencial e, sim, implicam a constatação do desvio de conduta do Supremo Magistrado da Nação, o que comprome-te, inapelavelmente, os nomes do País e da própria sociedade nacional como sua garantidora.
Portanto, como Presidente da Academia Brasileira de Defesa, com respaldo em suas disposições estatutárias e, em seu nome, manifesto intenso pesar pelos prejuízos morais causados a todos os entes envolvidos em tais fatos.
Da Comandante-em-Chefe até a integralidade da Instituição castrense, todos, foram envolvidos em tal pantomima, que acarretou enorme desres-peito ao Povo Brasileiro e um indesejável enfraquecimento estratégico do Brasil, ante os olhos atentos da comunidade internacional.
Ivan Frota - Rio de Janeiro, 27 de fevereiro de 2012. - Presidente da ABD

VOTO NULO -TRE E PAÍSES ADEPTOS

Ótimo artigo sobre VOTO NULO

*
ANULAR O VOTO na base do 0000 não é ilegal, do contrário não deixariam um caminho para fazer isso  (só eles podem agir de forma ilegal).   O que fizeram os espertos foi não colocar um botão para essa escolha.



Abaixo trechos da Justiça Eleitoral
*
Justiça Eleitoral esclarece dúvidas sobre votos brancos e nulos e diz que não valem na contagem. Ótimo!

Não existe a possibilidade de um número elevado de votos nulos levar a outra eleição, diz coordenador de eleições do TRE-SC.   Outra eleição para quê?   Para que os mesmos meliantes concorram de novo, acabem arrecadando mais votos do que antes, pois os desiludidos resolverão votar em qualquer porcaria, e se elejam às gargalhadas?  Bom, mesmo, é não jogar o nosso voto numa lata de lixo e mostrar a eles que não somos idiotas.

Protesto contra os políticos ou o desperdício da oportunidade de escolher representantes? Os votos brancos e nulos dividem opiniões e trazem consigo uma série de mitos. Da possibilidade de que mais de 50% de votos nulos obriguem a uma nova eleição até a ideia de que eles ajudam o candidato mais bem colocado.  Até parece ! Desde quando quem se elege nos representa?  Desperdiçar voto é votar.


A cada eleição, a Justiça Eleitoral busca explicar esse tipo de questão e mostrar ao eleitor que brancos e nulos são apenas votos que não valem na hora da contagem.  O mais importante seria justamente diminuir o número de votos e, consequentemente, o número de "justificativas" para que o submundo se apodere de cargos eletivos.  Se não houver votos, como se elegerão?  O  poder é deles ou é nosso?

— Todas as campanhas da Justiça Eleitoral são no sentido de que o voto branco ou nulo é um voto jogado no lixo (não poderia ser diferente) — afirmações do coordenador de eleições do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SC). Jogar voto no lixo é votar em quem quer que seja. Precisamos reverter o quadro.


VOTO É A ÚNICA ARMA DE QUE DISPOMOS

PARA ANULAR SEU VOTO:
Não existe na urna, oportunamente, um botão que possibilite a anulação do voto. Se fosse vantajoso para 'eles', teriam colocado o botão.  Mas basta digitar um número inexistente entre os candidatos, como 0000, por exemplo. Mesmo que a princípio sua escolha seja recusada, o que tem ocorrido sempre, é só repetir e confirmar.



1) VOTO FACULTATIVO = 205 países (praticamente todos os desenvolvidos do planeta, todos do G8): EUA, Canadá, Alemanha, Reino Unido, França, Itália, Japão, Rússia (G-8), Israel, Finlândia, Espanha, Portugal, Suécia, Suíça, Irlanda, Dinamarca, Noruega, Países Baixos (foi obrigatório entre 1917-1967), Mônaco, Polônia, Vaticano (Santa Sé, em tradução), Coréia, Hong Kong, Nova Zelândia, Romênia, Hungria, Croácia, Turquia, Tunísia, Índia, Cuba, África do Sul, China (eleições só em vilas, iniciadas em 1978), Ilhas Caimã, Afeganistão, Irã, Iraque, Arábia Saudita (monarquia), Venezuela (foi obrigatório entre), etc.
2) VOTO OBRIGATÓRIO (“compulsory vote”) = 24 países (sendo 13 na América Latina): Argentina, Austrália, Bélgica, Bolívia, Brasil, Chile (*), Congo (Rep. Democrática do Congo), Costa Rica, Equador, Egito, Grécia, Honduras, Líbano, Líbia, Luxemburgo, México (**), Nauru, Panamá, Paraguai, Peru, Rep. Dominicana, Singapura, Uruguai, e Tailândia.
3) VOTO MISTO (obrigatório para presidente, e facultativo para demais cargos): 1 país (Áustria).
4) SEM ELEIÇÕES (“none”) = 2 países: Emirados Árabes Unidos e Saara Ocidental

A mega quadrilha - vídeo de Humberto de Luna Freire Filho



 Palavras PTistas: 
"Se nos próximos anos o PT não acabar
com a corrupção,
a corrupção vai acabar com o país."

**
*
JÁ ARRUMOU SUAS MALAS?
*
*
A mega quadrilha
Autor: Humberto de Luna Freire Filho - nov/2011
Para o Youtube MrJPMsadeira em dez/2011



VAMOS NOS UNIR E, JUNTOS,
 ANULAR NOSSO VOTO.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

VAMOS FAZER UM TESTE



SEU VOTO É LIXO?

Já estamos fartos de saber que as urnas eletrônicas estão devidamente preparadas para  eleger quem interessa a "eles", não o candidato escolhido pelo eleitor.

Sabemos que não adianta exigir um comprovante da nossa escolha para conferir depois,  porque isso não será feito, pois otários somos nós, não eles.

PORQUE O POVO VOTA NO SEU CANDIDATO
TALVEZ EDIR MACEDO TENHA RAZÃO.

 
Estranho é que, mesmo sabendo  qual  o verdadeiro destino do nosso voto, ainda nos damos ao trabalho de apertar aqueles botõeszinhos que DEVERIAM SER, MAS NÃO SÃO a nossa escolha.

A única maneira de reverter a situação asquerosa a que chegamos, talvez seja fazer um teste no dia da 'eleição':   ANULAR O NOSSO VOTO.

Já imaginaram se todos fizerem isso?   Será um excelente teste, afinal como um bandido poderá ganhar mais votos do que existiram.

PORTANTO, NO DIA DA ELEIÇÃO,
FAÇAMOS O TESTE:
@
VAMOS ANULAR O NOSSO VOTO.

COMO ANULAR SEU VOTO:
Não existe na urna, muito espertamente, um botão que possibilite a anulação do voto.  Mas basta digitar um número inexistente entre os candidatos, como 0000, por exemplo.  Mesmo que a princípio sua escolha seja recusada, é só repetir e confirmar.