Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos,
porque a história de nossos políticos
pode causar deficiência moral irreversível.

É a vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida pública.


domingo, 16 de junho de 2013

QUEM É Alexandre Rocha Santos Padilha




Alexandre Padilha é o  atual ministro da Saúde nacional, uma saúde inexistente, uma saúde doente. Seu nome já está sendo preparado pelo PT-Partido dos Trambiqueiros para ser candidato ao governo do Estado de São Paulo, como nos informa o jornal O Globo de hoje, sob o título PT PREPARA PRÉ-CANDIDATURA DE PADILHA AO GOVERNO DE SÃO PAULO.
 
 
Bem de acordo com o ministério  que "representa" atualmente, o político brasileiro PTista Alexandre Padilha é um médico infectologista.  Se fosse um bom infectologista o Brasil já estaria livre dos cancros que corroem o país em Brasília, mas isso  é um problema mais... técnico, diríamos assim.


Alexandre Padilha é um médico com título e tudo no CRM,  embora seu nome nem conste como tal nos registros do CRM-Pará, CFM, ABM, CNRM 2 ou da Sociedade Brasileira de Infectologia . Essas informações nos lembram o problema da nossa presidente Dilma cujo currículo se reportava a um doutorado e um mestrado que nunca existiram e nem a um curso SION que teria formado uma aluna como ela  ("a inflação foi nossa grande conquista"! - palavras de uma ex-aluna do até então respeitável Colégio SION).  (http://dilma-mostra-tua-cara.blogspot.com.br/2010/07/vida-escolar-de-dilma-rousseff.html)
 
 
Alexandre Padilha teria se formado em Medicina na Universidade Estadual de Campinas. Foi também membro do Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores (PT) de São Paulo entre 1991 e 1993, além de um dos membros da coordenação nacional das campanhas do ex-presidente petista que tivemos  (que engolir!) entre os longos anos 1989 e 1994.

 
Alexandre Padilha assumiu o cargo de Ministro da Secretaria de Relações Institucionais no lugar de José Múcio Monteiro, que foi indicado pelo então presidente petista brasileiro  a uma vaga aberta no Tribunal de Contas da União (TCU). Antes  ele era subchefe de Assuntos Federativos da própria secretaria.  Num país onde o enorme número de ministérios provoca risos no mundo inteiro, já deu para perceber que tal cargo  (de ministro) perdeu a importância que tinha antes.  Sem contar com outros carguitos que  eclodiram entre os 'mui amigos' petistas ou serviram para calar a boca de quem os criticava (Afif Domingos  -  http://puteiro-nacional.blogspot.com.br/2013/05/afif-em-ritmo-de-carnaval.html) .

 
Quando a presidente Dilma eleita pelo povo não pensante brasileiro  entrou para substituir o petista anterior,  Alexandre Padilha foi nomeado por ela como ministro da Saúde (em substituição a José Gomes Temporão, que ocupava o cargo no findado governo Lula).  

 
As informações acima foram todas retiradas do site http://pt.wikipedia.org/wiki/Alexandre_Padilha
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opinião dos leitores