Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos,
porque a história de nossos políticos
pode causar deficiência moral irreversível.

É a vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida pública.


sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Qual a validade dos ibopis?


 
A Folha de São Paulo informa 
 
 
"A queda de Russomanno abre crise
na campanha à prefeitura de São Paulo."
 
 
Além da queda, nos diz também que, ao informar os eleitores sobre a queda de Russomano, o Datafolha  teria aberto uma crise no comando da referida campanha ."
 
 
Primeiro, é bastante estranho que alguém decida em quem votar ou resolva trocar seu voto em cima da hora.  É o estranho que sempre nos ronda! Quem manda ser brasileiro?
 
 
Fora isso, no caso de Russomano, então,  será que tanta gente pensaria em dar o seu voto a um meliante como ele? 
 
 
Mas tem mais:  de novo fica comprovado o que sempre soubemos: a verdadeira utilidade dos institutos de pesquisa de opinião.  Sejam eles quais forem (ibope, datalha ou sabe-se lá o quê)  não nos servem para coisíssima alguma. 
 
 
Quem quiser saber quem é o seu candidato
deve procurar se informar sobre ele
e não sobre o palpite dos outros.
 
 
Agora vamos imaginar: um poderoso, desonesto e consequentemente ricaço resolve se lançar como candidato a qualquer coisa. Caso ele  ""procure""  um desses datafolhas que andam por ai, você acha que vai se eleger ou não? Ó dúvida cruel! 
 
 
 
 

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

SIM, nem NÃO, muito antes pelo contrário...

 
 
A necessidade de haver mais provas do que as já existentes para provar crime dos mensaleiros, como argumenta o ministro LEVANDOvsky em defesa de petistas, seria o mesmo que o recibo passsado por um ladrão ao roubar seu carro.
 
Embora seja juiz, parece que LEVANDO ainda não aprendeu direitinho que os bandidos do MENASALÃO tentaram fazer tudo na moita.  Só não imaginaram que a moita seria desbastada. 
 
***

Ministros apontam contradição em voto do revisor sobre compra de apoio político no Congresso  - Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr

Após o ministro-revisor do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski, ter dito que diversos políticos do PT e de partidos aliados afirmaram, em depoimentos prestados em juízo, desconhecer a existência de compra de votos durante o primeiro mandato de Luiz Inácio Lula da Silva, os ministros Gilmar Mendes e Celso de Mello criticaram a postura do revisor.
 
 
Lewandowski destacou que há depoimentos de deputados de diversos partidos, inclusive da oposição, confirmando que não sabiam da existência do mensalão. No entanto, o plenário do STF decidiu, no início da semana, que a compra de votos foi comprovada. Muitos ministros condenaram os parlamentares da base aliada mesmo sem ter havido comprovação do chamado "ato de ofício" (o ato praticado por funcionário público dentro de suas atribuições como servidor. O ato de oficio é pressuposto do crime de corrupção ativa e qualificador de corrupção passiva, quando o servidor recebe vantagem por praticar ou omitir ato de ofício).
 
 
"Houve ato de ofício", disse o ministro Gilmar Mendes, questionando se não haveria uma contradição no voto de Lewandowski, já que ele votou pela condenação de diversos réus por corrupção passiva e inclusive Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT, por corrupção ativa.
 
 
"Então vossa excelência não ouviu claramente o que eu disse nas minhas manifestações anteriores", rebateu Lewandowski.
 
 
O ministro Celso de Mello também questionou o revisor.
 
 
Para Lewandowski, não há contradição no seu voto. Segundo ele, ao votar pela condenação por corrupção passiva, ele entendeu que os parlamentares receberam dinheiro, mas não que esteja confirmado que fossem propina para votar a favor do governo federal.
 
 
O revisor levanta ainda a questão de que, se o STF decidir que houve fraude nas reformas Tributária e Previdência, é o caso de rever o resultado dessas votações.
 
 
"Cada dificuldade em seu dia", rebateu Marco Aurélio.
 
 
Marco Aurélio questiona ainda se Lewandowski acredita se "um tesoureiro de partido político teria essa autonomia" para fazer os pagamentos aos parlamentares.  "Não acredito em Papai Noel, mas é preciso haver provas", responde o revisor.
 
 
 



 

Magistrado de um lado, palanqueiro do outro !


 
o chefe da confraria dos fora-da-lei
deveria calar-se o mais silenciosamente possível 
 


O ministro Celso de Mello precisou de pouco mais de uma hora para enterrar em cova rasa sete anos de mentiras, bravatas, bazófias e invencionices produzidas pelo ex-presidente Lula desde que a descoberta do mensalão o animou a nomear-se Padroeiro dos Bandidos de Estimação. Na sessão desta segunda-feira, o decano do Supremo Tribunal Federal fez muito mais que restabelecer a verdade com um voto irretocável. Ao longo da aula magna de Justiça, sublinhada pela celebração da honradez, Celso de Mello lavou a alma do Brasil decente.
 
Comparem alguns momentos do besteirol interminável com lições do ministro. E contemplem o abismo que separa um Magistrado de um palanqueiro vulgar: ...
 
 
 

Artigo de Augusto Nunes - completo em


 
 
 
 

Outubro amargo, o inferno astral de Lula

 

Outubro amargo?

Por Percival Puggina
 
 
 
Lula tinha três projetos importantes para 2012. O primeiro era alcançar um crescimento robusto da Economia. Quando o ano começou, Dilma, no melhor estilo lulista, desfilava arrogância dando conselhos a chefes de Estado sobre como superar a crise. Mas eis que quando se aproxima o outubro amargo, depois de uma dúzia de pacotes para soprar as brasas da economia através do endividamento do povo, o PIB dá sinais de esgotamento e impotência. Parece não haver pílula azul que faça a economia adotar uma postura ascendente.
 
 
O segundo projeto lulista era eleger Haddad. Entendamos nosso ex-presidente. Ele estava nem aí para uma vitória do PT em São Paulo. Ele queria eleger o Haddad. Aliás, não era bem isso. Corrijo-me. Lula estava nem aí para o Haddad. Ele queria ser o cara que conseguiu fazer prefeito de São Paulo um desconhecido incompetente como o Haddad. Acontece que Marta Suplicy não apenas era candidata. Ela ponteava as primeiras pesquisas de opinião! Em setembro de 2011, Marta tinha 29% das intenções de voto contra 18% de José Serra. Num segundo cenário, trocando Marta por Haddad, este aparecia com 2% das intenções de voto. Voilá! Lula tinha em Haddad uma versão masculina para reproduzir o prodígio que fizera com Dilma. Certo de sua onipotência, exercendo aquela autoridade absoluta, mista de cacique e pajé (que só não funcionou na época do Mensalão), exigiu que a senadora renunciasse à candidatura em favor do seu pupilo. À medida que se aproximava o amargo outubro, Lula entrou em desespero: foi beijar a mão de Maluf nos jardins da casa dele e mandou a doublé de presidente desbancar do ministério a irmã do Chico Buarque. Ato contínuo, ofereceu a poltrona da Cultura para Marta que aceitou, subiu no palanque e tirou retrato com Haddad. No momento em que escrevo este artigo parece não haver mais tempo para que o quadro político proporcione alguma alegria a Lula.
 
 
O terceiro projeto lulista para 2012 era acabar com o processo do Mensalão. Tal missão foi enfaticamente assumida ao deixar a presidência. “Xacomigo!”, terá dito Lula. Com efeito, mesmo no mais diluído senso moral, os fatos do Mensalão enodoavam sua biografia. Ora, Lula se vê como Deon, o semideus da mitologia grega que tinha o poder de submeter os demais aos seus comandos de voz. Portanto, era só falar com um, falar com outro, dar algumas entrevistas e a maior parte dos ministros do STF, obedientes aos desígnios de quem os indicou, não se recusariam a lhe entregar a própria honra. Mas eis que quando o outubro amargo se aproxima, se evanesce a ilusão. Não há compadres em número suficiente no plenário do Supremo. Lula cruza as mãos sobre as próprias vergonhas e pede que o ano termine logo  (enquanto isso, pedimos que o PT acabe de se esfacelar o mais rápido possível).
 
_____________
 
 
* Percival Puggina (67) é arquiteto, empresário, escritor, titular do site www.puggina.org, articulista de Zero Hora e de dezenas de jornais e sites no país, autor de Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a tragédia da utopia e Pombas e Gaviões.
 
 
 
 
 
 

PT MENSALÃO



quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Bravatas

 
 
 
 
As bravatas de Dirceu
Tribuna da Imprensa
 
 
Gilvan Rocha
O sinistro José Dirceu é pródigo em suas bravatas e a estende ao Partido dos Trabalhadores quando diz que seus militantes não se acovardam. Conhecemos o PT desde os primórdios de sua fundação. Conhecemos vários de seus militantes, deles até dirigentes, que são meros poltrões, verdadeiros répteis.
 
 
“No planalto e na planície…”
O dito senhor, quando foi expurgado do governo Lula, teve a oportunidade de dizer que estava apto a lutar tanto no planalto quanto na planície. Tratava-se de pura bravata, pois o seu currículo o denuncia como um ser rastejante à sombra do stalinismo. Em Cuba, viveu às expensas do fidelismo e, em troca do amparo, retribuía com sobejas bajulações e o silêncio cúmplice diante das atrocidades liberticidas praticadas em nome do socialismo. Nunca moveu a mais leve crítica aos estados policiais que se abrigavam sob o indevido rótulo de países comunistas.
 
Lembramos muito bem, quando hospedado em nossa casa, ele dizia: “O PT precisa aprender a fazer política”. Não pretendia com isso que a agremiação se esmerasse em levar adiante um projeto de natureza socialista. O seu discurso tinha outro viés, que consistia em buscar chegar ao governo a qualquer custo. Dessa forma, foi ele o grande articulador e operador do infame processo de capitulação do partido.
 
A vergonhosa capitulação petista tem o seu ponto mais alto quando Lula, Delúbio e Dirceu procuram o capitão de indústria e membro do grande capital, José Alencar, para formar a chapa petista ocupando a candidatura a vice-presidente. Para selar essa esdrúxula aliança entre capital e trabalho, o PT teria que desembolsar a astronômica cifra de dez milhões de reais, doados ao partido do senhor José Alencar. Dessa operação participaram, além dos três petistas já citados, o próprio José Alencar e Valdemar Costa Neto.
 
Estranhíssima negociação! Primeiro, cabe perguntar, de onde o PT haveria tirado tanto dinheiro? Será que essa fortuna tinha as manchas de sangue do ex-prefeito de Santo André, Celso Daniel? Ou teria a generosa contribuição dos corruptos de Ribeirão Preto? Seriam esses recursos provindos das máquinas sindicais sob o controle da CUT? Por fim, seria o somatório de diversas fontes escusas?
 

CAPITAL E TRABALHO

 
Além desses questionamentos, outra curiosidade faz-se patente, pela sua singularidade histórica, uma vez que se assistia a um fato inusitado, qual seja, o do trabalho comprar o capital.
 

A FAMOSA CARTA

 
O passo seguinte, no processo de capitulação petista operado pelo senhor Dirceu, se dá com a famosa “Carta ao Povo Brasileiro”, que não passa de uma carta dirigida ao grande capital, comprometendo-se em respeitar os interesses do capitalismo e anunciar o indiscutível fato de que o leão era mansinho e, portanto, não seria justo que a burguesia dele tivesse medo.
 
Outra parte das negociações consistiu no compromisso do lulismo em, eleito, nomear para o Banco Central alguém da confiança do capital financeiro, tanto do Brasil como além fronteira. Cabe ressaltar que esta promessa foi cumprida com bastante zelo. Consumada a total e absoluta capitulação, vieram as eleições presidenciais de 2002, o antigo metalúrgico, Lula da Silva, se elegeu e, logo, sob a eficaz articulação do senhor José Dirceu, tratou de levar a cabo uma nova etapa de seu discurso. Promoveu algumas ações políticas no rumo da construção de uma forte aliança do petismo com o que existia de pior no cenário político nacional, representado pelas figuras de José Sarney, Jader Barbalho, Renan Calheiros, Romero Jucá, Michel Temer e o mais emblemático dos corruptos, Paulo Maluf.
 
Era, portanto, esse fazer político que Dirceu dizia precisarmos aprender. Enganam-se os que, por pura ingenuidade, dizem: o PT, quando chegou ao poder, descaracterizou-se, de denunciante da corrupção passou a ser praticante. Essa colocação é dotada de dois grandes equívocos: não é verdade que o PT chegou ao poder, ele chegou tão somente ao governo, e há uma diferença profunda entre governo e poder.
 
Por seu lado, o PT não mudou, após chegar ao governo. O seu processo de descaracterização é bem anterior e, para que ele se consumasse, foi indispensável a participação desse “valente” senhor que responde pelo nome de José Dirceu. Ele hoje é acusado de chefe da quadrilha do mensalão.
 
Em razão desse quadro, pouco valor têm as suas recentes bravatas, quando afirma que se disporá a enfrentar as consequências do julgamento do mensalão com a devida galhardia e proclama que não deixará o Brasil, mesmo com a possibilidade de ser preso.
 
 
Gilvan Rocha é militante socialista e membro
do Centro de Atividades e Estudos Políticos.
Blog: www.gilvanrocha.blogspot.com
 
 
 
 

BLOG URNA - VIOLÊNCIA FÍSICA E MORAL

 
 
A violência no Brasil cresce de forma acelerada e sem controle, com cerca de 50 mil brasileiros assassinados todos os anos. Esse número supera o de mortes em países que enfrentam guerras, como o Iraque.


O que podemos fazer para mudar isso?


O país assiste atônito à escalada do poder e à ousadia do crime organizado, ao mesmo tempo em que se tornam cada vez mais corriqueiros os crimes com motivações pessoais ou sem sentido.

A assustadora explosão da violência no Brasil é justificada pelas autoridades por inúmeros problemas, mas estas mesmas autoridades a tratam com descaso. É frágil a segurança pública, com policiais despreparados e, em muitos casos, corruptos.
Nosso sistema carcerário é ineficiente e temos ainda a conhecida impunidade que, apoiada por leis inadequadas à realidade, permite a assassinos como Champinha desfrutarem da liberdade como cidadãos comuns. No passado, a opinião pública tinha o tempo necessário entre um crime e outro para elevá-lo ao nível de atrocidade.
Foi assim há 30 anos, quando Doca Street assassinou a namorada Ângela Diniz, chocando o país.  Agora, tudo é corriqueiro. A foto da mãe enfurecida com a cabeça do filho morto no colo em pleno centro do Rio de Janeiro impressionou, mas teve que ceder espaço para a imagem do assassino que cerrou ao meio uma empresária simplesmente por terem discutido por uma vaga de estacionamento. 
 
A impressão que nos dá é que tudo virou motivo para matar. E o pior é que nada mais parece chocar.
Por que se mata tanto? Por que os governantes permanecem anestesiados e não reagem? Porque não afrontam o problema, dando prioridade à sua solução? O que a sociedade civil pode fazer para mudar esse cenário dantesco?.

 

ATENÇÃO: Prepare-se para o que você vai assistir agora, pois as cenas são chocantes. Se você é uma pessoa sensível, nosso conselho é NÃO ASSISTIR ao vídeo a seguir.
 
 
REPORTAGEM COMPLETA NO BLOG URNA-UNIÃO REPARADORA NACIONAL
 

 
 
violência não é apenas física. Vai além. 
A forma como todos nós somos tratados por quem elegemos,
de maneira irresponsável,
já é uma violência. 
E COM ELA OS ELEITORES SÃO CONIVENTES.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Cultura, educação e o fermento



Diferença entre educação e cultura: 


 
Educação - resultado das práticas culturais dos grupos sociais. O próprio processo de ensinar e aprender revela essas práticas.   http://www.mec.gov.br
 



Cultura -  diz respeito ao modo de ser e de viver dos grupos sociais: a língua, as regras de convívio, o gosto, o que se come, o que se bebe, o que se veste vão formando aquilo que é próprio de um povo. A cultura é o fermento que alimenta, dá forma e conteúdo à educação. http://www.cultura.gov.br
 
 
 
 
Seria necessária
a existência de dois ministérios
para educação e cultura?


 
 
 
 

"SER GAY" É CULTURA

 
 
 
 
Todos devem ser respeitados, o que é indiscutível. Portanto, quem não aceita que os gays saiam pelas ruas exibindo claramente suas preferências sexuais, devem ser igualmente respeitados. Ou, então, estarão permitindo que todos saiam expondo suas preferências, sejam elas quais forem.
 
Acima, foto de Haddad, candidato a prefeito de São Paulo,
que distribuiu Kit-gay às criancinhas quando era
Ministro da Educação no governo PTista de L.I.


 
 
"Essa lei vigorou 12 anos. Ela não acaba com a homofobia, mas é um instrumento de mudança de cultura" - Carlos Minc, Secretário estadual do Ambiente -   Decisão foi tomada um dia depois de TJ declarar inconstitucional lei que pune discriminação a homossexual - Reportagem n'O Globo de hoje, pág. 26


  
 

Ao lado, foto (antiga) de Gilberto Gil,
um excelente cantor
que foi Ministro da Cultura 
durante o governo PTista de L.I.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
  
 

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Justiça BANDIDA povo condenado.

 
Colocado por Jorginho Xiada
 Jorginho Xiada cidadão do MUNDO, brasileiro, baiano.
POBRE BRASIL de POVO CULTO

Senhores parlamentaras PODEM ROUBAR A VONTADE.
Essa NOTICIA independe da questão partidária!!!  

 Essa coisa MONSTRUOSA atinge certeiramente o peito de todos os CIDADÃOS brasileiros. Traz essa decisão e confirmação de que algo de errado está e sempre aconteceu no "PODER JUDICIÁRIO" É inconcebível do ponto de vista JURÍDICO, MORAL, ÉTICO ou qualquer outro ADJETIVO que seja admitir-se que por qualquer outra tentativa de justificativa ESSA DECISÃO seja aceita. Para mim é a formalização ADMITIDA do poder judiciário de que nossos parlamentares CONTINUEM A ROUBAR! Opá DESCULPEM-ME roubar não! CORROMPER.

 Tenho dito com propriedade de CAUSA apesar de ser um ZÉ PÉ DE CHINELO, (Eu não acho isso de mim não!) Justiça BANDIDA podo automaticamente CONDENADO. Se tomarmos por base a observação natural, ética e MORAL haveremos de perceber que a correta decisão levaria a aceitação de que CORRUPÇÃO SEJA CRIME HEDIONDO, não apenas porque sabemos que a cada centavo roubado com o nome de CORRUPÇÃO literalmente MATA-SE MILHARES de MULHERES HOMENS E CRIANÇAS.

Então pergunto: Qual a base que estes juristas renomados tomaram para não tornar CORRUPÇÃO (ROUBO) em crime hediondo? Para mim não resta pensar que o MAIOR interesse foi e é PROTEGER os ALGOZES DO POVO, e se assim DIGO: Os poderes da REPUBLICA ESTÃO CARCOMIDOS pelo germe da PODRIDÃO.
 A teoria da CONSPIRAÇÃO para dominação e manipulação das GRANDES massas foi aplicada ao longo dos anos e hoje já se se percebe seus EFEITOS, a falta de raciocínio do mais simples que seja os valores deturpados com indicação ao PROMISCUO, a vadiagem perpetua, e principalmente a ADORAÇÃO ao que faz o povo acreditar e desejar um HERÓI, isso é bastante claro que conseguiram sim resumindo, ALIENAR a população.

A população não consegue SEPARAR político de partido e vice versa, Tem coragem de invadir campo de FUTEBOL para espancar jogador e juiz, MAS não tem CORAGEM de sequer de reclamar atendimento hospitalar quando isso se faz necessário e ele COMUMMENTE não tem.

TEORIA DA CONSPIRAÇÃO

 A LITERATURA da teoria da conspiração nos fala claramente da forma como manter um povo CATIVO sem perceber que é um ESCRAVO da modernidade, DIZ ELA: “CRIE UM GRAVE PROBLEMA, LENTO E GRADUAL, depois de instalado o caos, faço com que todos saibam que é GRAVE e perigoso o estado de vivencia de toda população. Conseguindo a divulgação plena do caos que o mesmo provocou propositalmente, comece da mesma forma devagarzinho a propor o que seria a possível SOLUÇÃO, assim sua imagem começa a ter NOTORIEDADE como se fosse um HERÓI, não tem como erra nas ELEIÇÕES O POVO TODO VOTA EM VOCÊ.”

Entretanto há porem de entender que você por causa natural deve pertencer a DETERMINADOS grupos que de ante já são detentores do poder, não se esqueça que a teoria é para manter e o poder, mas isso não impede que uma mínima parte possa pensar e sobre sair aos seus iguais CATIVOS, mas ai novamente TRÊS (03) coisas acontecem a estes pouco que sobre saem:

01- È compelido a fazer parte do GRUPO abandonando a causa comum do povo.

 02- Se não aceita essa junção o segundo passo é DENEGRIR A IMAGEM deste que tenta se mantiver sóbrio e reto na direção da fazer a coisa certa, aos poucos DENIGREM A IMAGEM da criatura a tal ponto que a população pratica sem saber um verdadeiro MASSACRE contra ao que de verdade estava pensando no povo, colocando-o em situação de penúria MORAL, ÉTICA e DE HONRA.

 03- Não conseguindo estes dois passos iniciais, CERTAMENTE este começa a ser ameaçado, podendo chagar aos fins de fato de ser ASSASSINADO.


E o povo nas ESBORNIAS felizes para sempre admite que os problemas que sofrem não têm solução, torna-se CARNEIROS mansos e DOUTRINADOS de forma cativa, tornam-se verdadeiros POMBOS que mesmo sabendo voar alto VIVEM SATISFEITOS COM AS MIGALHAS JOGADAS AO CHÃO.


Dentre as mais perversas condicionantes para manter um povo CATIVO é a DESTRUIÇÃO das INSTITUIÇÕES: HOSPITAIS, SISTEMA DE SAÚDE, O JUDICIÁRIO, E A EDUCAÇÃO TEM PAPEL FUNDAMENTAL neste processo.

 A falta de instrução não permite VISLUMBRAR estas condições de desmontamento das INSTITUIÇÕES e o mais importante FAZ COM QUE A ACEITAÇÃO SEJA PACIFICA.

 Essa condicional é mundial desde que o mundo é mundo, o que faz a mudança são os instintos animais QUE DE TEMPOS EM TEMPOS uma determinada sociedade rebela-se, mas infelizmente essa REBELIÃO NÃO é por consciência e ORGANIZADA ela se da apenas como falei, INSTINTO ANIMAL o que resulta normalmente em DERROTA, voltando tudo a fica como ANTE NO QUARTEL DE ABRANTES. 
http://www.facebook.com/photo.php?fbid=119717128178282&set=a.109415945875067.19561.100004199860494&type=1&theater

O pré-julgamento é nosso.


 
"Estamos aqui a julgar e não a pré-julgar",
palavras do ministro Marco Aurélio, ontem, durante seu voto no julgamento do mensalão
 
 
Essa seria uma das grandes dificuldades para quem faz parte do importantíssimo STF e, sendo Ministro, é obrigado a se ater à legislação. 
 
 
Bom, mesmo, é ser uma pessoa que lê e se informa dos acontecimentos escabrosos que prescindem de artigos e parágrafos para provar sua obviedade.
 
 
Ao ler sobre as maracutaias que vem sendo feitas há anos,
nos damos o inteiro direito de
PRÉ-JULGAR
 
E SEM O RISCO DE ERRAR


 
 

É DURO SER ÓRFÃO!






DEPOIS DO ALMOÇO TEM MAIS. O DETRAN ME ESPERA.


 
 

Parecia tão bom!



 
 
Palavras lindas e jeito encantador de políticos, seja lá for o estilo que tenham escolhido para apresentar aos eleitores, nunca são confiáveis.  Nunca sabemos se é o que vemos ou aquilo não passa de uma 'performance'.  Portanto, acima está o vídeo de um candidato e, logo abaixo, o seu histórico.  Tudo muito lindo, desde que não passe por um 'espremedor' ...
 
 
Artur Virgílio do Carmo Ribeiro Neto (Manaus, 15 de novembro de 1945) é um político e diplomata brasileiro. 

 
Filho do político amazonense Artur Virgílio Filho, Arthur Virgílio Neto formou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade Nacional de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro, na qual foi orador do Centro Acadêmico Cândido de Oliveira-Caco Livre e é diplomata de carreira formado pelo Instituto Rio Branco. Também é praticante de jiu-jitsu.
 
 
Política 
Na juventude foi militante do PCB. Posteriormente foi filiado ao PMDB, PSB e ao PSDB, do qual foi um dos fundadores.  (saiu do PARTIDO COMUNISTA para o PSDB, duas facções criminosas que têm falsas ideologis totalmente opostas !)
 
Candidatou-se a deputado federal em 1978 pelo MDB obtendo a 1ª suplência. Eleger-se-ia a este cargo na eleição seguinte, em 1982. Foi candidato a governador do Amazonas em 1986 pelo PSB, sendo derrotado por Amazonino Mendes. Pelo mesmo PSB foi eleito prefeito de Manaus em 1988, derrotando o ex-governador Gilberto Mestrinho. Entretanto, ainda no início do mandato, em 1989, migrou para o PSDB, o partido que havia ajudado a fundar no ano anterior e do qual ainda é um membro. Novamente deputado federal em 1994, seria reeleito em 1998. Foi um dos líderes do governo Fernando Henrique Cardoso na Câmara, ocupando o cargo de Ministro-Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República. 

 
Eleito senador em 2002, tornou-se líder da bancada do PSDB no Senado em 2003, e um dos críticos mais firmes do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Foi um dos principais protagonistas para a derrubada da CPMF. 
 
Em 2006 foi novamente candidato ao governo do Amazonas, obtendo apenas 5,5% dos votos, na 3ª colocação. 

 
Em 6 de agosto de 2009, em meio a denúncias contra o presidente do Senado José Sarney, do qual defendeu o afastamento do mesmo, sofreu representação do PMDB, partido de Sarney, no Conselho de Ética do Senado. Porém, 13 dias depois o referido Conselho arquivaria por unanimidade a representação. 
 
Um de seus filhos, Arthur Virgílio Bisneto, é deputado estadual no Amazonas. 


Claro que se trata de opinião pessoal, mas um dos maiores erros atuais da politicalha é transformarem a política nacional em um feudo, em que os cargos passam de pais para filhos, deixando que suas famílias se eternizem no poder. Porém, como não temos outro jeito a não ser devorar todos eles pelas bordas, como se fossem um pratinho de sopa, a única maneira é nos livra, primeiro, do PT que é o partido que mais destroi o país.  Depois, ...
 
 
 
No O Globo de hoje está a reportagem :
L--- vira protagonista no embate entre Virgílio e Vanessa em Manaus.
 
 
 
 

Rápido e rasteiro


"Lula está disposto a pagar qualquer preço para eleger Haddad, reforçando sua imagem de milagreiro. Deu ordem a Dilma para comparecer ao comicio que fechará a campanha de Haddad. ...."



Em diversas fotos, vemos o vaidoso L.I. encolhido no palanque de Haddad,
na mesma situação que a de cima,
aparentemente consciente da sua verdadeira 'força' atual.



"QUEM PARIU a candidatura de Russomanno que a embale. Ela tem pai e mãe - o PT e o PSDB. Cada um deles achava  que Russomanno só tomaria votos do outro.  Lula mandou que o PCdoB renunciasse à candidatura de Netinho de Paula para não atrapalhar Russomannno."   Ou seja, se enforcaram com a própria corda.

 
 
"ELA (Ministra Carmem Lúcia)  lamentou que , às vésperas das eleições municipais, que a corrupção tenha a consequência de desiludir o eleitor, ..." - Frase de Merval Pereira no artigoOS  PÓS-MENSALÃO 



"PETISTA diz que mineiro se 'pequena' com estratégia de partir para o ataque." - Isso foi dito pelo senador PTista Jorge Viana."   Ele deveria ter dito isso para L.I. quando  pediu (ou mandou?) que os militantes de seu partido arrancassem faixas e cartazes dos candidatos de outros partidos.  É a mesma coisa de sempre : vivem atribuindo  aos outros o que eles mesmos fazem.


(Jornal O Globo de ontem)





 

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Não esqueça a pipoca e veja o filme



Quem diria! Hoje, Lula e o PT são um peso!



 

 
"O Lula e o PT perderam o discurso,
 não têm mais aquela coisa do apelo do partido novo,
da ética, da moral.
O PT está sendo um parceiro pesado para carregar".
 
 
Newton Cardoso
 
 
  1. Lula lestá definhando? 
Artigos completos em

http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,lula-esta-definhando-,937925,0.htm

 

As palavras chulas não são minhas. É mera transcrição.



“- Eu sempre quis foder o João Alves. Já fiz aliança com todo mundo lá, com o Albano Franco, com o Almeida Lima. Eu faço aliança com qualquer um para foder o João Alves. Este eu quero foder de qualquer jeito.”
-
 Pág. 221 do livro Viagens com o Presidente, 
em que o ex-presidente cospe sua agressividade e grosseria.
 
 
 

 
Abaixo, vídeo com João Alves,
editado em 2008

 
Em entrevista ao Batanha na TV, da TV Cidade, em fevereiro de 2008, o ex-governador de Sergipe, João Alves Filho declara estar temeroso com um suposto terceiro mandato do presidente Lula. Segundo João, Lula tentava implementar o "chavismo" no Brasil.
 
 
 
Quem quiser pode alegar que João Alves Filho não é mais governador e que o fato se trata de coisa passada.  Ele pode não ser mais governador de Sergipe, mas o palavrório e a grosseria de L.I. continuam da mesma forma.
 
 
Hoje, o Governador de Sergipe é o PTista Marcelo Déda ChagasMarcelo Déda Chag
 
 
 
as