Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos,
porque a história de nossos políticos
pode causar deficiência moral irreversível.

É a vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida pública.


sábado, 22 de setembro de 2012

BASTA ASSINAR !


Lula PODERÁ ser processado.

Só depende de você.
 
 
 
Clique aqui para assinar o abaixo assinado
e passe adiante.
 
Desta vez o ex-presidente 
 não sairá leve, livre e solto do escândalo do mensalão, pois já circula na Internet abaixo assinado público para levá-lo a julgamento.


O caso é aproveitar o
processo 7807.082011.4.01.3400,
que foi ajuizado pelo Ministério Público Federal na 13ª. Vara Civel de Brasília.


L.I. não tem mais foro privilegiado


                        No link a seguir, o leitor poderá somar-se aos brasileiros que querem que a ação vá adiante.
CLIQUE AQUI para assinar.
 
«MPF/DF propõe ação de improbidade contra Lula
e ex-ministro da Previdência »
 
 
 
Assine o abaixo-assinado aqui http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2011N13087
e divulge-o por teus contatos.
 
 
O país agradece.
 
 
 
 
 
 
 

Mirian Leitão, Dilma e o Ministro Joaquim Barbosa



PARA COMPARAR
 
 


STF martela o PT - "... termos conseguido uma rápida aprovação por parte de todas as forças políticas que compreenderam a gravidade do tema."
http://puteiro-nacional.blogspot.com.br/2012/09/stf-martela-o-pt.html

 

PEGA NA MENTIRA 2 - com Erasmo Carlos e direito a letra


 
PEGA NA MENTIRA 1 e 2, artigo e música,
 enviados pelo amigo Chiste.
 
 

 
 
 
Na entrada tu me aperta, na saída nós acerta.
Frase que aparece no final do vídeo.
 
 
 
 
 
 

PEGA NA MENTIRA 1

 

Petrobras nas mãos de Lula - ROBERTO FREIRE




"É uma história a ser aprendida, a ser escrita e lida pela companhia, de tal forma que ela não seja repetida", a presidente da Petrobras, Graça Foster, se referia à construção da refinaria Abreu e Lima em parceria com a PDVSA da Venezuela de Chaves, mas serve também como síntese perfeita de toda a gestão da Petrobras no governo Lula e no primeiro ano de Dilma.




Graça Foster apresentou um plano de negócios da companhia para o período de 2012 a 2016. Como resultado, as ações da Petrobras caíram 8% num só dia de pregão. Foram revisadas as metas de produção, baixando 700 mil barris por dia na produção estimada para 2020.Para ela, as metas eram descumpridas sistematicamente desde 2003 por serem irrealistas.A verdade é que, desde então, a Petrobras foi gerida de forma irresponsável, já que serviu a diversos interesses, menos ao interesse da própria companhia e do Brasil.A Petrobras foi impedida de subir os preços dos combustíveis para não gerar inflação, arcando com a diferença dos preços internacionais para os domésticos, num claro subsídio. Tanto é que Graça fez questão de anunciar que este plano de negócios está condicionado à paridade dos preços internacionais aos domésticos, com o fim dos subsídios. Ou seja, haverá aumento dos preços dos combustíveis.


Com estardalhaço, o presidente Lula - pura bazófia - anunciou em abril de 2006 que havíamos conquistado a autossuficiência em petróleo. No entanto, a Petrobras não conseguiu fazer os devidos investimentos para manter aquela situação mesmo após as descobertas do pré-sal. A realidade é que em maio importamos 800 mil barris por dia e por essa razão é necessário acompanhar os preços internacionais para o equilíbrio financeiro da empresa.

 

A Petrobras foi usada como palco de campanha para Lula anunciar obras faraônicas que foram inauguradas e reinauguradas como navios que não navegam, e como a refinaria Abreu e Lima, que deveria estar pronta em 2011 e entrará em operação, segundo a nova estimativa, somente em novembro de 2014, com um custo nove vezes acima do previsto inicialmente.


Outras duas refinarias anunciadas por Lula, uma no Maranhão e outra no Ceará, voltaram ao rol de projetos em avaliação, sem data para entrada em operação. 
As diretorias da Petrobras e de suas subsidiárias foram usadas no governo Lula como moeda de troca política, tendo sido inteiramente aparelhada pelos partidos da base aliada. Não houve gestão profissional e técnica.O resultado: a Petrobras, patrimônio de todos os brasileiros, vai perdendo seu valor.


Esse é sempre o resultado do aparelhamento do Estado por partidos políticos: má gestão, desperdício de recursos, péssimos serviços públicos e corrupção. No entanto, o valor da educação, da saúde e da segurança não está na Bovespa para ser facilmente medido, mas é sentido pelo povo em perdas humanas irreparáveis.


Passou da hora de termos gestão profissional não só das empresas estatais, mas de todo a máquina pública brasileira.


A reforma democrática do Estado precisa voltar imediatamente para a agenda, com a diminuição de cargos de livre provimento e critérios claros e técnicos para seu preenchimento.

 
 
 
L.I., quando não suja as mãos na entrada,
deixa uma tremenda sujeira na saída.
 
 
 
 

O legado que Lula deixou



 
 
O LEGADO DE LULA AO BRASIL
 
Os mercadores da legalidade em troca do escambo da corrupção e do suborno foram desmascarados.
O Ministério Público Federal de Brasília pediu à justiça o bloqueio dos bens do ex-presidente Lula da Silva, a quem acusa de improbidade administrativa por ter usado verba pública com claro intento de promoção pessoal.
Esse foi o presidente que prometeu para se eleger em 2002 resgatar o poder público da imoralidade e da corrupção, sendo o mesmo presidente denunciado publicamente por seu cúmplice como o verdadeiro chefe do Mensalão.
...
A nota do PT e a resposta da “presidenta” ao comentário feito pelo Ministro Joaquim Barbosa durante sua recente fala no âmbito do julgamento do escândalo do Mensalão, são de uma transparência de intenções golpistas e cristalinas: a única saída para o PT e sua base aliada para que ...
...
O maior erro que ainda será cometido pelos canalhas golpistas é achar que não existam militares das forças armadas em quantidade suficiente para se juntarem com os civis patriotas, dignos e honrados para rechaçar pela forma necessária a sanha fascista do projeto de poder do PT.
 
 
 
Escrito por Geraldo Almendra
 

A grande brochada - Luciano Pires

 
Tanto o artigo do escritor quanto os comentários são excelentes! 

NÃO PERCAM

(nem vamos brochar de novo)
 
 

Governo petista contra redes sociais - PARA CONFIRMAR



Censura do governo às redes sociais


A INFORMAÇÃO ABAIXO AINDA NÃO FOI CONFIRMADA,
EM TODO CASO, A NOTÍCIA RECEBIDA POR EMAIL ESTÁ ABAIXO.

 


O Planalto vem pressionando e consultando Ministério das Comunicações para saber como a Embratel poderá limitar o trânsito de informações nas principais Redes Sociais. Principalmente reduzindo a velocidade e bloqueando em determinados horários o Facebook e o Twitter, para evitar as maciças críticas ao Governo, ao PT e aos candidatos da situação, além da divulgação e comentários dos resultados do julgamento do mensalão no STF.


A diretoria da Embratel está preocupada com a pressão que vem sofrendo do Planalto, e tenta evitar qualquer censura contra as Redes Sociais, alegando que qualquer ação técnica para prejudicar a velocidade do trânsito de dados poderá afetar também as empresas e toda a internet.

O Planalto através ABIN vem monitorando e gravando todas as postagens nas Redes Sociais, não só para municiar o governo com essas informações, como para no futuro poder usar essas informações para identificar os opositores ao governo.

Caso nos próximos dias os sites das Redes Sociais começarem a travar e a velocidade de trânsito dos dados ficar lenta, os motivos podem ser esses.
 
  • A informação acima ainda não foi confirmada, embora  seja  tão absurda quanto provável  (LITERALMENTE PROVÁVEL!).
  • Caso seja verdade, é bom lembrar que quanto mais alguém mostre o seu medo, mais forte o outro se sentirá e se tornará. Portanto, jamais deveremos nos encolher.
 
 
Existem diversos casos para sabermos que
o que é nosso já está guardado.
Os casos serão narrados na próxima segunda-feira. 
 


 

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

A nova classe C


 
"Os donos do capital incentivarão
 
a classe trabalhadora a adquirir, cada vez mais,
 
bens caros, casas e tecnologia,
 
impulsionando-a cada vez mais
 
ao caro endividamento,
 
até que sua  dívida se torne insuportável".
 
 
Karl Marx
Retirado da página no Facebook de Neiva Buratto Maestri
 

 
Nova classe C ?  Deve ser C de CUSTOS.


 

 

STF martela o PT


 A presidente Dilma Roussef respondeu ao relator Ministro Joaquim Barbosa sobre citação no julgamento do mensalão - notícia está no UOL
                                                  
 
Dilma Rousseff resolveu emitir, hoje,  uma nota oficial para rebater a citação que nosso grande Ministro teria feito ao nome dela durante a sessão de ontem no julgamento do mensalão.
 
Ao dar seu voto, o Ministro Joaquim Barbosa disse que "a presidente Dilma, na condição de testemunha, disse ter ficado surpresa com a rapidez com que foi aprovado na Câmara o marco regulatório do setor energético".  A presidente, que na época era da Casa Civil no governo anterior, foi ouvida como testemunha no processo do mensalão.

Dilma procurou justificar a surpresa a que nosso grande ministro do STF se referiu, alegando que a sua surpresa ocorreu  "por termos conseguido uma rápida aprovação por parte de todas as forças políticas que compreenderam a gravidade do tema". Ou seja, uma surpreendente rapidez!

    
Fatos do mensalão relembrados pelo Ministro do STF:
 
O deputado José Janene, presidente da Comissão de Minas e Energia em 2003 , antes de morrer, era réu no processo.   Quando ce-re-le-pe-men-te  o projeto foi aprovado, a atual presidente  Dilma era ministra das Minas e Energia.   Portanto, para o ministro Joaquim Barbosa, se torna bem visível  que os projetos de interesse do governo fluíam com grande rapidez.
 
Na época, Dilma Rousseff depôs como testemunha a favor de vários réus petistas. Opiniões de Dilma:  1 - o ex-deputado Paulo Rocha (PT-PA), seria um "parlamentar muito participante";  2 -  o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu era um "injustiçado" e que tinha por ele muito respeito;  3 - o ex-deputado Professor Luizinho (PT-SP) nunca havia solicitado  qualquer vantagem para votar algum projeto.
 
 
Ao longo do processo, Dilma defendeu,
mais de uma vez, o discurso dos réus.
Ela afirma que não há provas do mensalão e que
houve apenas "empréstimos para pagar dívidas de campanha".
 
 
 
 NOTA emitida por Dilma:
 
Na leitura do voto, na sessão de ontem do Supremo Tribunal Federal, o senhor ministro Joaquim Barbosa se referiu a depoimento que fiz à Justiça, em outubro de 2009. Creio ser necessário alguns esclarecimentos que eliminem qualquer sombra de dúvidas acerca das minhas declarações, dentro dos princípios do absoluto respeito que marcam as relações entre os Poderes Executivo e Judiciário.
 
Entre junho de 2001 e fevereiro de 2002, o Brasil atravessou uma histórica crise na geração e transmissão de energia elétrica, conhecida como "apagão".
 
Em dezembro de 2003, o presidente Lula enviou ao Congresso as Medidas Provisórias 144 e 145, criando um marco regulatório para o setor de energia, com o objetivo de garantir segurança do abastecimento de energia elétrica e modicidade tarifária. Estas MPs foram votadas e aprovadas na Câmara dos Deputados, onde receberam 797 emendas, sendo 128 acatadas pelos relatores, deputados Fernando Ferro e Salvador Zimbaldi.
 
No Senado, as MPs foram aprovadas em março, sendo que o relator, senador Delcídio Amaral, construiu um histórico acordo entre os líderes de partidos, inclusive os da oposição. Por este acordo, o Marco Regulatório do setor de Energia Elétrica foi aprovado pelo Senado em votação simbólica, com apoio dos líderes de todos os partidos da Casa.
 
Na sessão do STF, o senhor ministro Joaquim Barbosa destacou a 'surpresa' que manifestei no meu depoimento judicial com a agilidade do processo legislativo sobre as MPs. Surpresa, conforme afirmei no depoimento de 2009 e repito hoje, por termos conseguido uma rápida aprovação por parte de todas as forças políticas que compreenderam a gravidade do tema. Como disse no meu depoimento, em função do funcionamento equivocado do setor até então, "ou se reformava ou o setor quebrava. E quando se está em situações limites como esta, as coisas ficam muito urgentes e claras".
 
Dilma Rousseff - Presidenta da República Federativa do Brasil"
 
 
***
 
A maior prova de que o PT perdeu completamente os valores de que sempre se utilizou é defender sua própria bandalheira.  Para ao menos fazer de conta que se mantinha tão sério como se dizia ser, deveria evitar a defesa já descoberta de seus meliantes .  Do contrário, como vem fazendo ao defender o MENSALÃO, pode-se dizer que o PT  é um partido suicida.
 
 
Quanto aos 'esclarecimentos' fornecidos  por Dilma Roussef,  nada mais é do que cumprir o devido respeito ao SUPERIOR TRIBUNAL FEDERAL.
 



O poder da REPETIÇÃO e a FARSA

 
 
O  PT saiu de um estágio para outro, repentinamente.  Deixou aquele primeríssimo lugar em termos de aceitação popular e foi para o fundo do baú.  Claro que ligado a isso há vários acontecimentos como a menor verborragia lulista, o julgamento do mensalão que vem sendo esperado há anos e outros acontecimentos.
 
Mas uma coisa não podemos ignorar:  a manipulação, seja ela qual for, dos eleitores menos informados ou menos esclarecidos.
 
Em uma de suas antigas entrevistas, L.I. dizia claramente que enviava Kombis para buscarem os operários que não compareceriam à porta das fábricas que teriam, sob sua batuta altamente repetitiva, iniciado uma greve.  Alega, por exemplo, que os buscavam porque  não apareceriam pelas  dificuldades que teriam de chegar até lá (embora trabalhassem lá !).


 
Nessa época L.I. não passava de um aprendiz de ator, um sindicalista que se esgueirava, se contorcia, se esforçava para aprender todos os macetes políticos de quem pretende se dar bem, tão bem quanto se dizia ou se diz na campanha de uma das cachaças brasileiras mais consumidas, mais baratas e mais exportadas do Brasil, embora não seja a predileta em todo o país  (vídeo abaixo - PUC de Minas Gerais).
 
Esse é um grande poder: a manipulação.  É o marketing se valendo da REPETIÇÃO,  cujas palavras acabam se entranhando na cabeça até mesmo de quem pensa que não as ouve. 


Retirado do http://plaz.zip.net/: 
 
Repetem aquilo que está nos manuais.
Repetem aquilo que está nas telas.
Repetimos 'tudo isso' em alguma prova anual.
Repetindo os mesmos erros, cometendo as mesmas omissões.
Reproduzido em nossas ações.
 

Muito interessante, embora bastante longo, o vídeo  911 in Plane Site - Director's Cut - A Farsa do 11 de Setembro - Legendado - (COMPLETO) - PT - BR.  http://www.youtube.com/watch?v=gD-Rk0iY9_c&feature=player_embedded#!

Devido ao assunto, mais importante seria observar como as informações, sejam elas quais forem, corretas ou não, sempre invadam nossas mentes sem que, ao menos, as colocássemos em discussão.
 
 
 

 

MAIS JULGAMENTO: LEVANDOwski criminalizou o caixa 2?

  
 
Se a posição de Lewandowski prevalecer, todo caixa 2 é crime

Nota retirada do artigo de PEDRO ABRAMOVAY - ESPECIAL PARA A FOLHA
 
 
A maior dissidência entre a defesa e a acusação no julgamento do nefasto mensalão sempre foi ter havido compra de votos ou caixa 2, pois isso evidenciaria o crime de corrupção.
 
 
De acordo com a jurisprudência do STF, só haveria corrupção se comprovado que o dinheiro recebido por um funcionário teve o objetivo de  garantir votos para o governo. Justamente por isso existe a intenção de provar que houve compra de votos. Porém, LEVANDOwski vem se esforçando para minimizar esse tão criminoso problema .
 
Segundo a interpretação do STF,  seria considerado como corrupção o recebimento de dinheiro por algum funcionário/deputado  a partir do momento em que tal pagamento servisse para atender quem paga por seus  interesses.
 
Resumindo: no caso de um parlamentar receber dinheiro de alguém com interesse em qualquer votação, já está comprovada a corrupção.   Portanto,  caixa 2  seria a mesma coisa:  recebimento de dinheiro de pessoas com interesse em ato de um parlamentar. Ou seja, tanto compra de votos quanto  caixa 2 seriam, igualmente, um ato de corrupção.
 
Ao ocorrer debate entre caixa 2 e corrupção, a posição de LEVANDOwski  'parece'  significar que há corrupção de toda maneira. 
 
Caso prevaleça esse entendimento...  o STF criminaliza o caixa 2.
 
 
Outros assuntos muito interessantes:
- Relator condena 12 por venda de apoio no Congresso
- Roberto Jefferson cometeu corrupção e foi beneficiado no mensalão, diz Joaquim Barbosa
- Relator aponta crime de corrupção de Valdemar Costa Neto e mais dois

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

FRACASSO IMPERDÍVEL



 
Maiores detalhes no blog do Aloísio Amorim
 
D I V I R T A M  - S E,
a madre-superiora se foi.
Ufa!!! Até que enfim!!!


L.I. adorava humilhar ou debochar de seus subordinados; se aproveitava do cargo para pisar em cima dos outros; desprezava os humildes que se aproveitavam dele da mesma forma que ele se aproveitava da humildade alheia; "ao invés de ensinar a pescar, preferia dar o peixe", para levar os necessitados a comerem em suas mãos.
 
 
 
 
 

OLHA A PATIFARIA.

  
 
 

PT e partido de Russomanno se unem contra PSDB

para defender Lula do mensalão

 
No momento em que o PSDB intensifica os ataques aos petistas na campanha eleitoral por conta do julgamento do mensalão, presidentes dos principais partidos da base aliada assinaram uma nota de desagravo ao ex-presidente Lula.
 
 
A nota, assinada por Rui Falcão (PT), Eduardo Campos (PSB), Marcos Pereira (PRB), Carlos Lupi (PDT), Valdir Raupp (PMDB) e Renato Rabelo (PCdoB), fala em “práticas golpistas” e tentativa de “transformar em verdade o amontado de invencionices colecionado a partir de fontes sem identificação”. Trata-se de uma referência à reportagem da revista Veja do final de semana passado, que relaciona o ex-presidente ao mensalão.
 
 
O presidente do PSDB, Sergio Guerra, rebateu:
“É a maneira que eles encontraram de defender o PT,
que vai mal nas pesquisas por todo País”.
 
Veja abaixo a nota: 
 
O PT, PSB, PMDB, PCdoB, PDT e PRB, representados pelos seus presidentes nacionais, repudiam de forma veemente a ação de dirigentes do PSDB, DEM e PPS que, em nota, tentaram comprometer a honra e a dignidade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Valendo-se de fantasiosa matéria veiculada pela Revista Veja, pretendem transformar em verdade o amontoado de invencionices colecionado a partir de fontes sem identificação.
 
 
As forças conservadoras revelam-se dispostas a qualquer aventura. Não hesitam em recorrer a práticas golpistas, à calúnia e à difamação, à denúncia sem prova.
 
 
O gesto é fruto do desespero diante das derrotas seguidamente infligidas a eles pelo eleitorado brasileiro. Impotentes, tentam fazer política à margem do processo eleitoral, base e fundamento da democracia representativa, que não hesitam em golpear sempre que seus interesses são contrariados.
 
 
Assim foi em 1954, quando inventaram um “mar de lama” para afastar Getúlio Vargas. Assim foi em 1964, quando derrubaram Jango para levar o País a 21 anos de ditadura. O que querem agora é barrar e reverter o processo de mudanças iniciado por Lula, que colocou o Brasil na rota do desenvolvimento com distribuição de renda, incorporando à cidadania milhões de brasileiros marginalizados, e buscou inserção soberana na cena global, após anos de submissão a interesses externos.
 
 
Os partidos da oposição tentam apenas confundir a opinião pública. Quando pressionam a mais alta Corte do País, o STF, estão preocupados em fazer da ação penal 470 um julgamento político, para golpear a democracia e reverter as conquistas que marcaram a gestão do presidente Lula .
 
 
A mesquinharia será, mais uma vez, rejeitada pelo povo. 
 
Rui Falcão, PT
Eduardo Campos, PSB
Valdir Raupp, PMDB
Renato Rabelo, PCdoB
Carlos Lupi, PDT
Marcos Pereira, PRB
 
 
 
 
 
 

COM OU SEM "ARMAÇÕES",
 
O  PT  TAFFOLI
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Intervalo no MENSALÃO


 
 
"O que houve foi a
 
compra de parlamentares para consolidar
 
a base de apoio do governo".
 
"A lealdade, de fato, é uma arma dos parlamentares."

 
 
Joaquim Barbosa








 

D E S E S P E R O




"LEI Nº 7.170, DE 14 DE DEZEMBRO DE 1983.


Define os crimes contra a segurança nacional, a ordem política e social, estabelece seu processo e julgamento e dá outras providências.  Segurança nacional deveria estar direcionada, interligada, principalmente a todos os brasileiros, ao invés de serem direcionadas apenas aos políticos, sejam eles quais forem,  que participam da União.  Todos os órgãos, leis e Constituição sempre foram criados para agir de acordo com os interesses da população.
 

Art. 16 - Integrar ou manter associação, partido, comitê, entidade de classe ou grupamento que tenha por objetivo a mudança do regime vigente ou do Estado de Direito, por meios violentos (já foram narrados diversos ataques de grupos guerrilheiros que pretendiam mudar o regime vigente na época, trocando uma ditadura por outra)  ou com o emprego de grave ameaça.
Pena: reclusão, de 1 a 5 anos.
 

Art. 17 - Tentar mudar, com emprego de violência ou grave ameaça, a ordem, o regime vigente ou o Estado de Direito.  (determinadas leis  deveriam ser consideradas verdadeiras ameaças, dependendo da maneira como são "enviadas")
Pena: reclusão, de 3 a 15 anos.


Parágrafo único.  Se do fato resulta lesão corporal grave, a pena aumenta-se até a metade; se resulta morte, aumenta-se até o dobro. 


Art. 22 - Fazer, em público, propaganda:

I - de processos violentos ou ilegais para alteração da ordem política ou social; (uma tentativa agressiva de tentar manter a situção atual não poderia ser considerada igualmente violenta? )

II - de discriminação racial, de luta pela violência entre as classes sociais, de perseguição religiosa;
(Invasão do terreno ou outros bens alheios não seria uma violência contra determinada classe social?)

III - de guerra;

IV - de qualquer dos crimes previstos nesta Lei.
Pena: detenção, de 1 a 4 anos.


§ 1º - A pena é aumentada de um terço quando a propaganda for feita em local de trabalho ou por meio de rádio ou televisão.

§ 2º - Sujeita-se à mesma pena quem distribui ou redistribui:

a) fundos destinados a realizar a propaganda de que trata este artigo;

b) ostensiva ou clandestinamente boletins ou panfletos contendo a mesma propaganda.


Art. 26 - Caluniar ou difamar o Presidente da República, o do Senado Federal, o da Câmara dos Deputados ou o do Supremo Tribunal Federal, imputando-lhes fato definido como crime ou fato ofensivo à reputação.Pena: reclusão, de 1 a 4 anos.  (caso o presidente da república, do Senado, do Supremo Federal usem seus cargos para agir de forma ilegal, não seria a eles imputado crime ou fato ofensivo à sua reputação?)


Parágrafo único - Na mesma pena incorre quem, conhecendo o caráter ilícito da imputação, a propala ou divulga." 
 
 

É igualmente ilegal um determinado grupo ligado ao Estado se aproveitar de cargos e funções, ou mesmo de leis governamentais, de maneira visivelmente desonesta, para expor suas opiniões e evitar a opinião de todos os outros.

Já vimos  um  governo da atualidade  se aproveitar de "argumentos" da União para fazer, por exemplo, campanha eleitoral antecipada, o que sempre foi proibido a todos os outros candidatos.

        

AGRESSIVIDADE PETISTA na campanha de Haddad

 
 
 
 
 
 
Propaganda do PT em SP será mais agressiva
CATIA SEABRA - BERNARDO MELLO FRANCO
DE SÃO PAULO
 
 
Com aval do agressivo e grosseiro ex-presidente L.I., o programa eleitoral de Fernando Haddad adotará tom mais agressivo nesta reta final da campanha eleitoral, com ataques a José Serra (PSDB) e investidas contra a imagem do líder das pesquisas, Celso Russomanno (PRB). 
 
 
O PT e L.Ipretendem MINAR a confiança dos eleitores no candidato Russomanno, que se mostra como praticamente já eleito na próxima eleição.
 
 
Segundo reportagem da Folha de SP, no debate da segunda-feira passada, na platéia houve a presença de apenas dois parlamentares PTistas, o que poderia ser considerado um sinal de descontentamento. http://www1.folha.uol.com.br/poder/1156258-propaganda-do-pt-em-sp-sera-mais-agressiva.shtml
 
 
 
 
Ao terminar este vídeo acima, veremos diversos pessoas como Marco Antonio Villa, Boris Fausto e outros que da mesma forma falam de sua preferência por José Serra.
 
 
 
 
 

Velhinhos endividados





 
A IMPLOSÃO DO “MITO LULA” TERÁ RESULTADO IMEDIATO?  é um excelente artigo, escrito por Jorge Serrão,  que, dentre outras coisas,  comenta sobre a maldição dos velhinhos endividados” - (http://www.alertatotal.net/2012/09/a-implosao-do-mito-lula-tera-resultado.html) 
 
 

Muitos aposentados deixam de se tornar "interessantemente políticos"  por terem alcançado uma idade que já não os obriga mais a votar.  No entanto, os eleitores idiotizados que se plantam na frente da TV, se encantam com lindas promessas que jamais serão cumpridas.


HOJE E ONTEM: