Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos,
porque a história de nossos políticos
pode causar deficiência moral irreversível.

É a vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida pública.


sábado, 17 de novembro de 2007

CPMF, o Viagra Presidencial

Brasília se tornou, há muito tempo, uma enorme casa de tolerância, onde, naturalmente, tudo é tolerado. Mas, impressionante mesmo é o incansável clima de suruba política. O fôlego daquele pessoal é invejável, pois não há um único dia sem que apareçam, nos jornais, as diversas sacanagens praticadas na véspera.
Luís Inácio, por exemplo, aceita qualquer coisa em troca de mais dinheiro nos cofres da União, pois seus gastos devem permanecer ilimitados. Como já foi um pobre trabalhador, precisa descontar os tostões perdidos e, para isso, usa o cargo de Presidente da República para ter à mão tudo o que lhe dê prazer.
Hoje, a CPMF é o Viagra do nosso voraz Presidente. Para garantir sua aprovação, dá tudo o que for preciso; é só pedir. Luís Inácio precisa gastar muito, para se sentir importante e manter seu ego ereto. Segundo um líder governista "Para votar na CCJ, o governo entregou os dedos e agora, se necessário, vai entregar a mão para não perder o braço." Bem, no caso, Luís Inácio ficou em débito, pois faltou um dedo.
E tome concessões em troca de mais $$$$$$$$$:
- O Presidente aconselha que não cassem o mandato do calhorda Renam, pois ele... é seu aliado. - Pedro Simon foi afastado da CCJ pelos governistas para garantir a aprovação da CPMF. Em troca, porque troca é só o que políticos conhecem, recebeu da Senadora Roseana Sarney uma orquídea branca. Que gracinha essa senadora. Clodovil também teria adorado!
- 'Aliados ainda usam CPMF para barganhar - concessões do governo foram insuficientes para assegurar votos de senadores da base, e Planalto negocia caso a caso.' ( O Globo de 15/11 - pág. 8) Deixando a CPMF de lado, paira sobre os peitos e bundas enrugados dos parlamentares a medida provisória 387, que permite a liberação de recursos para obras de saneamento e habitação DURANTE O PERÍODO ELEITORAL de 2008, o que é proibido por lei. Pois é. Não há mais preocupação em disfarçar a tapeação com os eleitores, que se contentam com muito menos que nossos representantes. Os eleitores são baratinhos, baratinhos. Mas, a 'oposição' - aquela que também se vende como as putas de rua - pretende vetar tal emenda... a não ser que apareça algo vantajoso em troca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opinião dos leitores