Este espaço é desaconselhável a menores de 21 anos,
porque a história de nossos políticos
pode causar deficiência moral irreversível.

É a vida de quengas disfarçadas de homens públicos; oportunistas que se aproveitam de tudo e roubam sem punição. Uma gente miúda com pose de autoridade respeitável, que engana o povo e dele debocha; vende a consciência e o respeito por si próprios em troca de dinheiro sujo. A maioria só não vende o corpo porque este, além de apodrecido, tem mais de trinta anos... não de idade, mas de vida pública.


terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Nova embalagem

*** ***
Luís Inácio, o tapeador, prepara um novo presente ao povão brasileiro. Vai apresentar sua candidata à Presidência em 2010 aos seus eleitores "ingênuos" em nova embalagem. Dillma Rousssef, a ex-terrorista assaltante de codinome Estela, após uma cirurgia plástica, apareceu pela primeira vez em público com pescoço e rosto esticados, sem óculos, de franjinha e uma aparência bem mais suave que sua verdadeira personalidade.
***
A Ministra da Casa Civil não fez a cirurgia por motivos estéticos, mas políticos, o que faz lembrar José Dirceu que, pelos mesmos motivos, passou por uma transformação facial .
***
Pelo jeito, o PT conta com o poder da aparência. Mas esquece que não há cirurgão plástico capaz de alterar a verdadeira personalidade e o caráter das pessoas. E muito menos fazer alguém se livrar do passado como se livra das rugas.
***

4 comentários:

  1. A cobra trocou de pele.
    Como vocês acham que foi paga a reforma geral na cara-de-pau? Com o nosso dinheiro através do cartão corporativo ou com parte dos 3 milhões de dólares que ela roubou da amante do Adhemar de Barros?

    ResponderExcluir
  2. Não sei se era melhor a cara de sargentão aposentado de antes ou a de Barbie da terceira idade....ó dúvida!!!

    ResponderExcluir
  3. Embora ela tenha ficado a carinha do Chucky, o brinquedo assassino, e d'eu gostar muito das malvadezas dele, jamais deixarei, em tempo algum, que o passado criminoso da "cumpanhêra" seja esquecido.
    Acho que cumpre a nós, combatentes da linha de frente, esse Serviço Social a toda a comunidade ainda pensante!

    ResponderExcluir

Opinião dos leitores